Próxima Edição - 21 de outubro

16.5 C
Gondomar
Sábado, Outubro 16, 2021

Jornal “Jovi Jovem” está a celebrar o 25.º aniversário

Também pode ler

Jornal Jovi Jovem - janeiro 2019
O “Jovi Jovem”, dirigido por Manuel Freitas, completou este ano o 25.º aniversário / Foto: Pedro Santos Ferreira

Foi em 1994 que um grupo de jovens da Paróquia de Jovim decidiu unir-se para criar um jornal que desse expressão às iniciativas da Igreja e da freguesia. Hoje, 25 anos depois, o jornal, intitulado “Jovi Jovem” ainda se mantém e promete continuar a dar notícias. 

O jornal “Jovi Jovem”, publicação trimestral, está de parabéns. São 25 anos de história, com milhares de notícias sobre a Paróquia, a freguesia e as coletividades de Jovim, mas também com espaço para a atualidade nacional e internacional, sempre que o acontecimento assim exige.

A efeméride celebrou-se com a realização de uma exposição de todas as edições deste periódico, na secretaria paroquial de Jovim.

“Este jornal não pertence à paróquia, nem estamos financeiramente dependentes dela o publicar. Isso nunca aconteceu. É um jornal feito por um grupo de jovens desde dezembro de 1994. Curiosamente, não participei nessa primeira edição”, começa por recordar Manuel Freitas, diretor do “Jovi Jovem”, com o qual colabora desde a 2ª edição.

“Nesse final de ano, de 1994, um grupo de jovens catequistas, solteiros, rapazes e raparigas, juntaram-se e começaram este jornal, sendo que nenhum de nós era verdadeiramente jornalista. Como eu era o mais velho, fui imediatamente convidado para diretor e passei a escrever regularmente. Entretanto, já disse que gostava de ser substituído, mas eles dizem-me que o jornal está bem entregue”, acrescenta, com boa disposição, o secretário paroquial e diretor do “Jovi Jovem”.

Entre as notícias mais marcantes, Manuel Freitas destaca a morte do padre Domingos da Costa, a inauguração da IC29, a inauguração da EB 2,3 de Jovim, entre outros momentos que marcaram a freguesia.

Vinte e cinco anos depois, o responsável admite que a equipa “continua por carolice”, mas admite que todos “apreciam a causa e esperam, com ansiedade, o lançamento do próximo título”.

“Não temos sede própria. As reuniões acontecem nas nossas casas. Cada um leva os seus temas e propõe temas para as edições seguintes. Além disso, procuramos dar notícias de outros âmbitos, nacional e internacional”, refere.

Por norma, o “Jovi Jovem” tem mais de 90 exemplares e pode ser procurado nos meses de março, junho, setembro e dezembro. A última edição, alusiva ao 25.º aniversário, foi publicada a 15 de dezembro de 2018 e faz manchete com seis das capas mais icónicas da história deste jornal de 12 páginas.

- Publicidade -spot_img

Mais artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias