Próxima Edição - 16 de dezembro

10.4 C
Gondomar
Quarta-feira, Dezembro 1, 2021

Gondomarenses trazem medalhas para casa no Campeonato Europeu

Também pode ler

Os gondomarenses José Ribeiro, na modalidade de natação, Daniel Maia e César Morais, na modalidade de Futsal e João Oliveira, na modalidade de Ténis de Mesa, foram os nomes que se destacaram na disputa do Campeonato Europeu destinado à atletas com Síndrome de Down, que decorreu em Ferrara, Itália.

> José Ribeiro

No caso de José Ribeiro, o atleta trouxe para Gondomar três medalhas conquistadas. A primeira foi de prata, na prova dos 1500 metros e a segunda medalha foi a de bronze na prova dos 800 metros, e a terceira na prova dos 800 metros de estafetas.

Para o atleta as três medalhas representam um enorme orgulho. O resultado demonstra o culminar de um trabalho, dado que conseguiu realizar um tempo melhor, em comparação à última prova em Sardenha.

No que concerne aos treinos e aos resultados obtidos explica que, como tem realizado os treinos numa piscina de 16 metros e não numa de 25 metros, na sua perspetiva, foi penalizado, dado que os resultados poderiam ter sido melhores.

José Ribeiro revela-nos ainda que não estava à espera de ser convocado pela Seleção Portuguesa, mas ficou feliz ao receber a mensagem. O atleta diz ainda que não estava à espera dos resultados e que tem a agradecer a equipa que está constantemente ao seu lado, como a Ana Querido e o Paulo Sousa, treinadores, bem como a Cláudia Pato, Fisioterapeuta e “Acima de tudo quero fazer um agradecimento aos meus pais”, acrescenta.

O nadador antes de terminar fez questão de deixar um apelo a Câmara Municipal de Gondomar: “Apelo à Câmara Municipal de Gondomar para nos deixarem treinar frequentemente numa piscina de 25 metros”.

> João Oliveira

João Oliveira também colocou o seu nome na história do desporto gondomarense. Em Itália o atleta de Ténis de Mesa conquistou a medalha de ouro no torneio em equipas e a medalha de prata no torneio a pares, juntamente com o seu colega João Soldado.

O atleta evidência ainda que estas vitórias souberam ainda melhor dado que foi a primeira vez que competia, “Foi emocionante e memorável”, completa.

Para o jogador o trabalho em equipa é a chave para a conquista dos resultados, no entanto, faz questão de mencionar que o apoio do treinador e do responsável da Seleção Marco e Nuno, bem como dos seus treinadores do FC Porto, Santiago Faria, Ramiro, Rui e a responsável Joana Teixeira, foram fundamentais.

Quanto aos colegas de equipa César Morais e Daniel Maia, nesta edição do campeonato europeu de Ferrara foram vice-campeões, trazendo assim a medalha de prata para o concelho.

> Daniel Maia

“Esta conquista foi muito importante para mim, porque é um orgulho representar o meu país”, explica Daniel. O atleta reforça que é necessário muito trabalho e dedicação, quer dentro, quer fora do campo. Como forma de homenagem, o atleta fez um agradecimento aos Misters da seleção Portuguesa, aos treinadores do FC do Porto, bem como à Joana Teixeira, que foi quem abriu as portas do clube para Daniel.

> César Morais

Quanto a César Morais, a opinião é semelhante à de Daniel, “Foi um jogo difícil contra à Turquia, porque eles eram fortes”. O atleta que em 2018 ganhou a bota de ouro no Campeonato Europeu, explica que independentemente do segundo lugar, ficou muito feliz.

O jogador deixa ainda um agradecimento especial à sua equipa, que em conjunto conquistaram esta medalha, aos pais e ao clube que representa, o FC Porto. ■

- Publicidade -spot_img

Mais artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias