Próxima Edição - 20 de outubro

15.5 C
Gondomar
Quarta-feira, Setembro 28, 2022

Tempos desafiantes

Também pode ler

Decorreu, no passado dia 03/09, mais uma edição da Noite Branca de Gondomar. A julgar pela quantidade de pessoas presentes nas ruas do centro do concelho, revelou-se uma iniciativa bem sucedida.

O uso de dinheiro público é, para nós, uma preocupação.

Uma vez que consideramos imprescindível a utilização deste para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos (gerido de forma séria e assertiva), no caso deste evento em particular e pelo que constatamos no terreno, consideramo-lo positivo para a implementação da marca Gondomar e, consequentemente, benéfico para o comércio local.

Esperemos que mais medidas sejam tomadas, no sentido de atrair a população para o comércio de rua. Da nossa parte, brevemente contamos submeter algumas recomendações que vão ao encontro do objetivo proposto.

Pela atualidade nacional, merece nota de destaque as medidas anunciadas pelo governo para mitigar o efeito da elevada taxa de inflação.

Como o porta-voz do PAN fez questão de mencionar, estas medidas não suprem o esperado, pois são políticas de curto prazo. Assim sendo, continua a ser uma política de zero acomodação das reais necessidades dos portugueses.

O PAN considera os seguintes passos bem mais significativos para atenuar os efeitos da inflação a médio prazo:

– descida da taxa de IRC para 17% (exceção feita a empresas que contribuem de forma nefasta para o ecossistema);

– revisão dos escalões de IRS (beneficiando assim a classe média);

– medidas efetivas de apoio à transição energética (limitando a dependência do nosso país a combustíveis fósseis);

– aumento do salário mínimo nacional de uma forma, pelo menos, equivalente à taxa de inflação;

– regulação de preços em setores essenciais que vivem um período claramente especulativo, como, por exemplo, o setor alimentar e o setor energético;

– taxar os lucros extraordinários das grandes empresas.

Nota ainda para o corte previsível nas pensões para os anos de 2023 e 2024, tendo estas um carácter injusto para quem trabalhou toda uma vida, merecendo viver esta fase de forma digna.

Num concelho como o nosso, que já possui uma das mais elevadas contas de água do país, avizinham-se tempos complicados.

Esperamos, assim, que haja uma atenção especial do executivo na elaboração do próximo orçamento, com reais medidas de apoio à população. Um exemplo disso seria apoios adicionais às famílias no setor da habitação.

- Publicidade -spot_img

Mais artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias