Próxima Edição - 22 de dezembro

10 C
Gondomar
Quinta-feira, Dezembro 1, 2022

Temos mesmo que ouvir isto… ???

Também pode ler

Estimados leitores, não se pretende nesta crónica vocacionada para a saúde comentários políticos, mas a política pertence à Vida de todos e pelo menos influencia a nossa saúde Mental.
Nos últimos tempos tem aparecido vários “deslises” políticos que vão desde declarações de Jerónimo de Sousa, do nosso Presidente Marcelo Rebelo de Sousa e a polémica com a posição do nosso Almirante “Herói da saúde” Gouveia e Melo. Quanto ao “histórico” líder do PCP Jerónimo de Sousa, referiu-se aos jovens com “pena” que viessem a ser mais infelizes do que a sua geração foi, tendo mais dificuldades na vida do que tiveram os jovens da sua geração !!! “Temos mesmo de ouvir isto ???” Parece que se defende os tempo do Facismo afinal, que deu aos jovens melhores condições dos actuais tempos que vivemos. Será que foi assim? Acredito que o contexto foi outro, em que o disse, ou provavelmente foi mais uma “gafe” politica de quem se desespera para tentar arranjar defesa para os crimes de guerra provocados pelo Sr. Putin, líder e ídolo politico da ideologia que o Partido Comunista defende. Sr.Jerónimoostempossãodifíceis,osjovens tem dificuldades em arranjar casa, mas mesmo assim, os tempos atuais dão muito melhor qualidade de vida aos nossos jovens, com incomparáveis condições de vida, saúde e trabalho que pelo menos na minha geração tiveram. Sei que convêm desviar as atenção fugindo a uma situação desagradável como seja defender uma politica ultrapassada e injusta.

Quanto ao nosso Presidente, proferir que 424 casos de vítimas de assédio sexual por parte de alguns elementos da Igreja, é um numero pouco significativo, mesmo num contexto do que queria afirmar, foi realmente um ato infeliz. Mas pediu desculpas por aquilo que parecia dizer que referiu que afinal não disse ??? Bem Sr. Presidente, até os bons por vezes têm momentos infelizes….

Finalmente a polémica de alguns “elementos da Marinha” se queixarem do discurso do nosso herói Almirante Gouveia e Melo, que proferiu, denegrindo os autores do ato criminoso de elementos pertencentes à Marinha, provocado contra outro jovem, este elemento da PSP, que acabou por morrer. Terão afirmado, autores que denunciaram a posição do Almirante, perguntando se o Almirante nunca “apanhou nenhuma bebedeira? “ Temos mesmo de ouvir isto ? Será então lícito que algum ele- mento, só por que usa uma farda, apanhar uma bebedeira e ter justificação para matar outro cidadão? Que por infelicidade também usava farda com dignidade da PSP. “Mas está tudo bem”? Realmente usar uma farda de autoridade, neste caso da Marinha, usar uma farda de Bombeiro, ou até uma bata de médico ou enfermeiro, são situações que merecem uma atitude ética e condigna… e quem não entenda isso o melhor é abandonar as instituições que tem como objetivo defender a Nação e os seus cidadãos. Até breve, estimados leitores… 

- Publicidade -spot_img

Mais artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias