Aniversário da Junta de Baguim distinguiu personalidades da freguesia

Nuno Coelho, Alcino Branco e Nuno Fonseca / Foto: PSF

Nuno Coelho, Alcino Branco e Nuno Fonseca / Foto: PSF

A Junta de Freguesia de Baguim do Monte realizou, a 10 de outubro, a sessão solene do 30.º aniversário da autarquia local. Durante a cerimónia foram distinguidos os baguinenses Paulo Rocha, Alcino Branco, Casaca Guedes e Damásio Gonçalves.

O músico baguinense Ricardo Gonçalves inaugurou a cerimónia comemorativa do 30.º aniversário da Junta de Freguesia de Baguim do Monte, realizada no Centro Social e Paroquial da freguesia, com um momento musical que marcou os 20 anos de carreira do artista local.

O ponto alto da cerimónia coincidiu com a habitual entrega das medalhas de mérito da freguesia. Alcino Branco, Damásio Gonçalves e Casaca Guedes foram os baguinenses distinguidos pela Junta de Freguesia, além do voto de louvor entregue ao missionário Paulo Rocha, também natural de Baguim do Monte.

Antes da entrega das medalhas de mérito tiveram lugar os discursos das entidades políticas representadas na Assembleia de Freguesia de Baguim do Monte. Nuno Coelho, presidente da Junta, realçou a luta da população local pela conquista do estatuto de freguesia. “Valeu a pena há 30 anos atrás a população lutar. Saúdo também a Assembleia realizada, na altura, pelos autarcas de Rio Tinto que compreenderam a necessidade de criar a freguesia de Baguim”, afirmou o autarca que não deixou de destacar o trabalho desenvolvido pelo homenageado Paulo Rocha e a importância da construção da Unidade de Saúde Familiar na freguesia, agendada para o início do próximo ano.

Carlos Brás, vereador da Câmara de Gondomar que marcou presença na sessão solene, sublinhou as intervenções do Município em Baguim e recordou a cedência em regime de comodato da Escola Básica de Torregim, as obras na Rua António Castro Meireles e a rotunda de Vale Ferreiros, como “importantes medidas para o desenvolvimento da freguesia”.

As centenas de pessoas que assistiram à sessão solene não abandonaram o Centro Social e Paroquial de Baguim do Monte sem assistir a um segundo momento musical de Ricardo Gonçalves.

, , , ,