Albertino Valadares apresentou “Deambulações” na Fundação Júlio Resende

Albertino Valadares - abril 2019

Albertino Valadares apresentou o projeto “Deambulações” na Fundação Júlio Resende / Foto: Pedro Santos Ferreira

O artista gondomarense Albertino Valadares escolheu o Lugar do Desenho – Fundação Júlio Resende para apresentar o seu mais recente trabalho, intitulado “Deambulações”. A obra, dividida entre um livro e uma exposição itinerante inspirada no Parque Natural do Douro Internacional, foi explicada pelo próprio e visa assinalar uma data redonda, 30 anos de uma carreira dedicada à expressão artística.

Eugénio Barbosa, presidente da direção da Fundação Júlio Resende, inaugurou o painel e saudou os convidados que lotaram o auditório desta instituição, elogiando depois a carreira de Albertino Valadares.

Isolina Carvalho seguiu as pisadas do primeiro orador e destacou “o valor estético e histórico do trabalho apresentado, resultado direto de uma reflexão solitária vivida no atelier do artista e junto das fascinantes paisagens do Douro Internacional, que persistem à passagem dos séculos”.

Albertino Valadares foi o último a usar da palavra, visivelmente emocionado com a presença de familiares e amigos. Ao público, o artista agradeceu a participação e recordou a “grande afinidade” com o mestre Júlio Resende, justificando assim a escolha deste local para a apresentação do seu mais recente projeto.

Seguem-se as apresentações do “Deambulações” em Figueira de Castelo Rodrigo (23 a 28 de abril), Miranda do Douro (8 de junho) e Freixo de Espada à Cinta (15 de julho).

, , , ,