“Annularia noronhai” foi descoberta em São Pedro da Cova

Annularia noronhai - junho 2019

A descoberta foi feita pelo investigador Pedro Correia / Foto: Direitos Reservados

O nome, em latim, pode soar estranho, mas está em causa a descoberta de uma nova espécie de planta que foi encontrada num lote para construção, em São Pedro da Cova. “Tem 300 milhões de anos, é um parente muito afastado da cavalinha e pode dizer-nos muito sobre o clima da época”, revelou Pedro Correia, investigador da Universidade do Porto e responsável pela descoberta.

A designação “Annularia noronhai” representa, assim, uma homenagem ao geólogo português Fernando Noronha, professor recentemente reformado do departamento de Geociências da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto.

“É distinta principalmente pelas suas folhas com forma de lança, caracterizadas por mucros [ponta que determina certos órgãos vegetais] muito alongados”, acrescenta o investigador no estudo publicado na revista cientifíca “Historical Biology”.

Para determinar que estavam perante uma espécie nunca antes identificada, os cientistas tiveram de comparar este fóssil com outros já descritos na literatura em todo o mundo. “Se encontrarmos características que as espécies mais próximas não têm, então estamos perante uma nova espécie. Este processo é muito longo. Neste caso demorou nove anos a ser concluído e precisou da participação de cientistas internacionais, mais experientes”, concluiu Pedro Correia.

, , , ,