Assinatura de protocolos uniu Município e movimento associativo

Programa de Apoio ao Movimento Associativo - setembro 2016

A assinatura dos protocolos realizou-se no Auditório Municipal de Gondomar / Foto: Direitos Reservados

A Câmara de Gondomar e cerca de 300 coletividades formalizaram os protocolos no âmbito do Programa de Apoio ao Movimento Associativo do concelho a 28 de julho, no Auditório Municipal.

Os protocolos entre a autarquia e o movimento associativo, relativos ao ano em curso, no âmbito do Programa de Apoio ao Movimento Associativo de Gondomar foram assinados no Auditório Municipal do concelho. No total, a autarquia avança com uma verba de 800 mil euros em subsídios, o que representa um reforço financeiro de 20% em relação ao montante do ano anterior. Segundo a nota enviada à imprensa, “os apoios financeiros deram entrada nas contas bancárias das associações a partir do dia 8 de agosto”. “Este valor não é uma despesa, não é um gasto. É um investimento”, afirmou Marco Martins, presidente da Câmara Municipal de Gondomar.

Na intervenção inicial o edil gondomarense lamentou o atraso no pagamento dos subsídios. “Dissemos em campanha eleitoral que queríamos antecipar o pagamento dos subsídios, mas falhámos. Falhámos por um mês. Peço desculpa, mas só queríamos dar este passo quando tivéssemos a certeza de que podíamos pagar”, explicou o autarca ladeado pelo restante executivo e, ainda, do presidente da Federação das Coletividades do Concelho de Gondomar, Manuel Pinto.

Durante a iniciativa marcada por um Auditório Municipal lotado, Marco Martins anunciou ainda a intenção do homenagear o dirigente associativo “em breve e em praça pública”.

, , , ,