Baguim presta homenagem a São Brás

Procissão São Brás 2015

A população sai à rua para festejar as Festas a São Brás / Foto: Arquivo Vivacidade

D. António Francisco dos Santos, bispo do Porto, celebra missa solene no dia 3 de fevereiro

Baguim do Monte volta a sair à rua no dia 3 de fevereiro para honrar São Brás, santo que livra o povo das maleitas da garganta. Ao Vivacidade, as entidades envolvidas na organização das festividades desafiam “todos os gondomarenses a marcar presença na romaria”.

Entre os dias 31 de janeiro e 5 de fevereiro, Baguim do Monte vai estar em festa. Os baguinenses recebem as Festas a São Brás, com epicentro no Largo de São Brás e na Igreja Matriz da freguesia, um momento único que inaugura, anualmente, as romarias do concelho.

As festividades são organizadas em conjunto pela Confraria do Sagrado Coração de Maria e São Brás, a paróquia de Baguim do Monte, a Confraria Gastronómica Rojões e Papas de Sarrabulho de Baguim do Monte e a Junta de Freguesia, com o apoio da Câmara Municipal de Gondomar.

“As Festas a São Brás são o momento alto da freguesia. Temos que honrar o nosso padroeiro e esta confraria já presta essa homenagem desde a sua fundação”, refere Mário Moreira, da Confraria do Sagrado Coração de Maria e São Brás, irmandade fundada em 1840.

Ao Vivacidade, o responsável pela confraria religiosa sublinha o “excelente programa” das festividades (ver caixa) e destaca a procissão “como o ato principal da romaria”. “A procissão é importante para a comunidade”, afirma Mário Moreira.

Padre Lucindo Silva - 2015

Lucindo Silva, pároco de Baguim / Foto: Arquivo Vivacidade

“Estas Festas têm existem há quase de 200 anos”

O padre Lucindo Silva, da paróquia de Baguim, recorda ao nosso jornal que as principais solenidades religiosas da freguesia “existem há quase 200 anos, desde que a capela foi construída e colocada sob o patronato de São Brás”.

Baguim, na altura predominantemente agrícola e rural, registava uma afluência à procissão em honra do santo, hoje, recorda o pároco, “a gastronomia também está presente com a preservação de uma receita típica da fregesia, os rojões e as papas de sarrabulho à moda de Baguim”.

“A Festa de São Brás tem muita procura externa e muitos romeiros que se deslocam até esta freguesia. Os romeiros e a população vinham pedir ao santo a proteção divina contra os males da garganta”, recorda o padre Lucindo Silva.

Segundo o pároco, “durante as celebrações há muitas promessas e as missas têm sempre casa cheia”. Este ano, no dia 3 de fevereiro, será D. António Francisco dos Santos, bispo do Porto, a celebrar a missa solene que será realizada, pelas 11h, na Igreja Matriz da freguesia.

Recorde-se que D. Manuel Clemente, cardeal-patriarca de Lisboa, também já celebrou, enquanto bispo do Porto, a missa solene em honra a São Brás.

Nuno Coelho / Arquivo Vivacidade

Nuno Coelho, presidente da Junta de Baguim / Foto: Arquivo Vivacidade

“São Brás traz a Baguim milhares de pessoas”

Nuno Coelho, presidente da Junta de Freguesia local, apela à participação de todos os gondomarenses, “em especial baguinenses”, e pessoas de outras freguesias e concelhos. Para o autarca, o momento é de festa “com ou sem chuva ou frio”. “Espero que não deixem de vir às Festas a São Brás para pedirem ao nosso santo padroeiro que durante o ano tenham uma garganta sã”, afirma o presidente.

Ao nosso jornal, Nuno Coelha lança também o convite para a visita aos restaurantes e cafés da freguesia integrados no 17.º Concurso Gastronómico Rojões e Papas de Sarrabulho de Baguim do Monte, organizado pela Confraria Gastronómica da freguesia.

“Esta festa traz a Baguim milhares de pessoas e, por isso, apelo também à participação neste concurso gastronómico. Queremos que as pessoas venham a Baguim e usufruam da parte religiosa e gastronómica destas festas”, refere o autarca.

Paulo Araújo - 2016

Paulo Araújo, da confraria gastronómica / Foto: Arquivo Vivacidade

Gastronomia passou a integrar o menu das Festas

Nas Festas a São Brás não podem faltar rojões e papas de sarrabulho à moda de Baguim do Monte, receitas que os confrades e confreiras da irmandade gastronómica prometem honrar e proteger, nas suas entronizações, ato que volta a repetir-se no dia 31 de janeiro.

Já são conhecidos os 10 novos elementos da confraria (ver caixa) e, em entrevista ao Vivacidade, Paulo Araújo, responsável pela irmandade, considera as festividades religiosas “um evento importante para Baguim”.

O VI Grande Capítulo, iniciativa organizada pela Confraria Gastronómica e integrada nas Festas a São Brás, conta com a adesão de 15 estabelecimentos de restauração da freguesia que vão levar à prova do júri um prato de rojões e outro de papas de sarrabulho à moda de Baguim.

“Ainda vamos definir a receita ao pormenor mas uma das grandes diferenças é a inclusão de castanhas nos rojões. As nossas papas de sarrabulho não levam frango, são feitas com os miúdos de porco”, explica o confrade.

O evento proporciona aos empresários locais “dias de casa cheia”, afluência que têm também impacto nos talhos da freguesia, “onde a carne costuma esgotar”.

Cartaz das festividades:

31 de janeiro:
11h – Cerimónia de Entronização dos novos confrades da Confraria Gastronómica “Rojões e Papas de Sarrabulho, na Igreja Matriz de Baguim;
15h – Concerto Rancho Folclórico e Etnográfico das Lavradeiras de Jovim e do Rancho Folclórico “As Farrapeirinhas de Baguim do Monte”, no Largo de São Brás;

2 de fevereiro:
21h30 – Concerto de Paulo Ribeiro (Bandalusa), no Largo de São Brás;

3 de fevereiro:
8h – Banda Musical de S. Cipriano (A Nova) de Resende;
11h – Missa solene celebrada por D. António Francisco dos Santos, bispo do Porto, na Igreja Matriz de Baguim;
12h – Reunião do júri do 17.º Concurso Gastronómico Rojões e Papas de Sarrabulho de Baguim do Monte, no Largo de São Brás;
15h – Grandiosa procissão em honra de São Brás;

5 de fevereiro:
21h30 – Entrega de prémios do 17.º Concurso Gastronómico Rojões e Papas de Sarrabulho de Baguim do Monte, na Junta de Freguesia;

Lista dos 10 novos confrades e confreiras da Confraria Gastronómica de Baguim:
António Valente
Isabel Santos
Manuel Amado
Cidália Duarte
José Monteiro
Germana Rocha
Coelho da Silva
Cristina Castro
Manuel Pinto
Fernando Rocha

, , , ,