Bai-me à Loja: bazar comemorou 1.º aniversário

O Bai-me à Loja cumpriu recentemente o 1.º aniversário / Foto: Direitos Reservados

O Bai-me à Loja cumpriu recentemente o 1.º aniversário / Foto: Direitos Reservados

O Bazar Bai-me à Loja comemorou no mês de junho o 1.º aniversário da iniciativa de venda de usados, artesanato, velharias e colecionismo, com a 6ª edição do evento, no parque de estacionamento da Rua 25 de Abril, em São Cosme.

Sessenta expositores participaram na edição especial de aniversário do Bazar Bai-me à Loja, iniciativa que completou um ano no dia 11 de junho. A venda de produtos usados, velharias, artigos de colecionismo e peças de artesanato realizou-se no parque de estacionamento da Rua 25 de Abril, em Gondomar (São Cosme).

“Temos tido um feedback muito positivo, inclusivamente da Câmara Municipal, e até já nos associamos com à autarquia na 5ª edição, no Largo do Souto. Foi uma edição muito boa, talvez a melhor que tivemos até hoje e esperamos conseguir implementar o conceito em Gondomar e conseguir que o Bazar se torne uma iniciativa regular”, explicou Nuno Martins, promotor do Bazar.

Em relação ao futuro da iniciativa, o organizador prometeu novidades em breve e avançou, ao nosso jornal, com a possibilidade de rumar a Rio Tinto. “Estamos com algumas surpresas e possivelmente vamos para Rio Tinto ou para Valbom, mas vamos avançar com as novidades no nosso Facebook”, concluiu Nuno Martins.

“Podemos encontrar de tudo e mais alguma coisa”
Questionado sobre o que podemos encontrar no Bazar Bai-me à Loja, Rui Pais, membro da equipa do Bai-me à Loja, enumera artigos novos, artesanato e peças feitas à mão. “Podemos encontrar de tudo e mais alguma coisa. Gostamos de preservar essa diversidade porque quanto mais oferta tivermos, melhor”, referiu o organizador.

, , ,