Banda Musical de Melres celebrou 95.º aniversário com inauguração do piano de cauda

Banda Musical de Melres - junho 2019

A inauguração do piano de cauda foi um dos momentos altos da noite / Foto: Direitos Reservados

Fundada em 1924, a Banda Musical de Melres, Instituição de Utilidade Pública, comemorou, no final de maio, o 95.º aniversário. A cerimónia teve como momentos altos uma merecida homenagem a António de Sousa Mota, ex-presidente da coletividade, e a inauguração do novo instrumento da filarmónica pelo pianista Pedro Burmester.

A Banda Musical de Melres (BMM) está a assinalar, em 2019, os 95 anos de atividade. As festividades tiveram como ponto alto o programa preparado a rigor para o dia 19 de maio, que contou com um concerto da Orquestra de Guitarras da Escola de Música, uma atuação da Orquestra Ligeira da BMM “Los Búzios” e um concerto da BMM, acompanhada ao piano por Pedro Cunha.

Em destaque esteve a inauguração do busto de homenagem ao ex-presidente António de Sousa Mota, o último dos irmãos Mota ao leme da BMM, e a inauguração do novo piano de cauda da filarmónica numa inesquecível atuação do pianista Pedro Burmester.

“O piano de cauda era um dos nossos maiores desejos, porque o anterior piano não se adaptava ao nosso auditório. A vinda do Pedro Burmester, aliada à inauguração do piano, foi um sonho concretizado. O espetáculo superou as expectativas porque no fim vieram dizer-nos que adoraram o concerto”, começa por afirmar Amadeu Madureira, presidente da direção da BMM.

Ao nosso jornal, o responsável pela coletividade passa em retrospetiva a história de uma associação “com um projeto cultural e formativo muito válido para o Alto Concelho e, mais concretamente, para a freguesia de Melres”.

Nas instalações da BMM, inauguradas em novembro de 2005, Amadeu Madureira vê uma garantia de futuro e um edifício “que mudou a Banda de Melres”.

“Este edifício mudou a disponibilidade da associação para fazer grande parte das suas atividades. Aliás, é justo afirmar que a banda mudou completamente com a inauguração deste espaço. A acrescentar a isso, é uma aposta completamente ganha e que nos tem dado alguma sustentabilidade financeira, porque alugamos as salas do piso superior. No entanto, continuamos a precisar sempre dos apoios da Câmara e da União das Freguesias de Melres e Medas”, afirma o dirigente.

Atualmente, a Banda Musical de Melres tem também uma Escola de Música com mais de 100 alunos, que começou a funcionar a partir da inauguração das atuais instalações da coletividade e, acrescenta Amadeu Madureira, um dos objetivos passa por “certificar o ensino de música” nos próximos anos.

O presidente da direção da BMM lamenta apenas a redução dos orçamentos das comissões de festas que vieram diminuir o número de espetáculos anuais “de 20 para 10 a 12 por ano”.

No que toca ao futuro, Amadeu Madureira espera continuar a “levar o barco da Banda a bom porto” e, conclui, “se conseguirmos que ele continue nesta velocidade cruzeiro já não é mau”.

, , , ,