Bienal de Arte de Fânzeres dedica 1ª edição a Júlio Dinis

1ª Bienal de Arte - janeiro 2017

Marisa Silva, Albertino Valadares, Maria José Cardoso e Daniel Vieira apresentaram a iniciativa / Foto: Pedro Santos Ferreira

A ARGO – Associação Artística de Gondomar e a União de Freguesias de Fânzeres e São Pedro da Cova vão organizar a Bienal de Arte – Vila de Fânzeres. Na 1ª edição o Prémio Júlio Dinis vai premiar os melhores trabalhos de ilustração.

O 150.º aniversário da edição do romance “As Pupilas do Senhor Reitor” vai estar em destaque na Bienal de Arte – Vila de Fânzeres.
A iniciativa organizada pela ARGO e União de Freguesias de Fânzeres e São Pedro da Cova vai dedicar a 1ª edição ao escritor que residiu na freguesia fanzerense, tendo ficado intimamente ligado à toponímia e história da vila.

“Esta Bienal de Arte surge inserida num conjunto de iniciativas que a Junta tem vindo a desenvolver no sentido de impulsionar diversas expressões artísticas. Faltava ainda um evento no campo das artes, por isso decidimos avançar com o Prémio Júlio Dinis, que irá premiar os melhores trabalhos de ilustração”, afirma Daniel Vieira, presidente da União de Freguesias de Fânzeres e São Pedro da Cova.

Albertino Valadares, presidente da direção da ARGO, salienta que a Bienal de Arte não irá centrar-se apenas na ilustração, podendo nas próximas edições alterar a categoria do prémio. “A 1ª edição terá o Prémio Júlio Dinis, mas isto não quer dizer que a próxima também tenha. Muito provavelmente vamos premiar outra vertente das artes plásticas”, refere o pintor.

Assim, as propostas – que devem ter como tema “As Pupilas do Senhor Reitor”, de Júlio Dinis – deverão ser enviadas até ao dia 15 de março. Os elementos do júri ainda não são conhecidos, contudo, o regulamento da iniciativa prevê a integração de ilustradores, designers, artistas e editores, tendo o prémio final um valor de 500 euros. O prémio será entregue ao vencedor na inauguração da exposição de trabalhos, que deverá realizar-se em abril.

, , , ,