Bombeiros de Gondomar promovem congresso internacional de emergência pré-hospitalar

Congresso Internacional Pré-Hospitalar - fevereiro 2017

O congresso terá lugar no Auditório Municipal de Gondomar / Foto: Pedro Santos Ferreira

No dia 11 de março, vai realizar-se o 1.º Congresso Internacional de Emergência Pré-Hospitalar, no Auditório Municipal de Gondomar. A iniciativa é organizada pelos Bombeiros Voluntários de Gondomar.

“O Estado da Arte na Europa” é o lema do 1.º Congresso Internacional de Emergência Pré-Hospitalar. O evento, promovido pelos Bombeiros Voluntários de Gondomar (BVG), vai juntar voluntários e profissionais no Auditório Municipal de Gondomar.

A sessão de abertura está prevista para as 9h, sendo depois discutido o tema “As competências dos intervenientes no pré-hospitalar – realidades na Europa”, com intervenções de Carl Magnusson, Tina Ivanov, SAMUR e Ricardo Duarte.

Segue-se uma abordagem a situações de terrorismo, pelo Coronel Pimentel Furtado. A sessão da manhã vai encerrar com uma intervenção de Isabel Santos subordinada ao tema “O dispositivo de socorro em eventos desportivos de alto risco”.

Durante a tarde, será abordada a importância do “Apoio psicológico em ambiente de crise”, por Sónia Cunha, e a “Investigação na emergência pré-hospitalar”, estando a sessão de encerramento prevista para as 17h.

Refira-se que nos dias 9 e 10 de março, vão ter lugar os cursos ITLS (International Trauma Life Support) básico (para tripulantes de ambulância) e avançado (para médicos e enfermeiros).

As inscrições estão abertas aos interessados.

“Vamos dar a conhecer diferentes conceitos de emergência pré-hospitalar”
Ao Vivacidade, Mário Branco, oficial bombeiro de 2ª dos BVG, considera o 1.º Congresso Internacional de Emergência Pré-Hospitalar “um acontecimento de referência”.

“Vamos procurar cruzar a realidade portuguesa com outras realidades internacionais de emergência pré-hospitalar, nomeadamente de Espanha, Suécia e Grã-Bretanha”, afirma o membro da organização.

Questionado pelo nosso jornal, o bombeiro voluntário assume que “um evento desta dimensão não deverá ser reproduzido anualmente”.

, , , ,