“Campus Artístico” da APPC na 6.ª edição

APPC - junho 2018

A APPC participou no 6.º Campus Artístico / Foto: Manuela Santos

Entre 21 e 27 de maio, a Associação do Porto de Paralisia Cerebral dinamizou a 6ª edição do “Campus Artístico”. A iniciativa, que se realizou em Vila Nova de Cerveira, contou com 66 participantes.

Durante sete dias de trabalho, em residência, foi criado um diálogo artístico que culminou com a apresentação de uma performance final na tarde de 26 de maio, no Terreiro de Vila Nova de Cerveira. “O que é isto, a arte?” foi o tema central desta edição do “Campus Artístico” da Associação do Porto de Paralisia Cerebral (APPC) com distintas “linguagens” a merecer formação: Clown, Dança e Movimento, Escrita Criativa, Escultura, Música Acústica, Música Tecnológica, Pintura e Teatro foram as propostas apresentadas.

A proposta foi de “fazer arte” nos vários workshops que integraram o programa deste ano. A obra transversal a todos os workshops foi o inovador título de Peter Handke, “A Hora Em Que Não Sabíamos Nada Uns Dos Outros”.

Foram sete dias de limitações esquecidas. Já no final, a 26 de junho, o Terreiro de Vila Nova de Cerveira encheu-se para assistir e aplaudir aqueles que foram artistas durante uma tarde de sol – num espetáculo que fez sentir especial cada um dos elementos que se atreveu a trabalhar a sério para viver aquele momento único.

Foi uma semana de gargalhadas reveladoras de alegrias espontâneas nas instalações do INATEL. O “Campus” foi cofinanciado pelo Programa de Financiamento a Projetos do Instituto Nacional para a Reabilitação.

, , , ,