CDU defendeu suspensão do aumento das rendas na Assembleia Municipal

CDU Assembleia - fevereiro 2019

A CDU viu a sua proposta rejeitada na Assembleia Municipal de Gondomar / Foto: Arquivo Vivacidade

A coligação PCP/PEV apresentou à Assembleia Municipal de Gondomar, no dia 25 de fevereiro, uma proposta para a suspensão do aumento das rendas e criação de um regulamento de gestão da habitação pública municipal.

A proposta foi rejeitada pela maioria PS, com a abstenção do PSD e do Movimento Indepentende Valentim Loureiro.

“Salienta-se a enorme contradição dos eleitos do PS que nas Assembleias de Freguesia de Gondomar (S. Cosme), Valbom e Jovim, Rio Tinto e Fânzeres e São Pedro da Cova, viabilizaram propostas para a suspensão das rendas e criação de um regulamento municipal, mas que, na Assembleia Municipal, perante um proposta com o mesmo conteúdo, alteraram o voto e impediram a aprovação da iniciativa da CDU”, informa esta coligação em comunicado.

“A CDU considera inaceitável a manutenção deste aumento exorbitante das rendas, quando o Município tem todas as ferramentas legais para o suspender e criar um novo regulamento mais favorável aos moradores. Este processo é apenas mais um exemplo deste mandato da maioria PS, marcado por sucessivos aumentos: IMI, água, resíduos, rendas, entre outros. Perante outras propostas e outras alternativas, tem sido prática corrente desta maioria PS a intolerância na discussão democrática com as outras forças políticas e o diálogo com os munícipes em matérias fundamentais para o concelho”, acrescenta a nota enviada à imprensa.

Por fim, a CDU promete não desistir de lutar contra o aumento das rendas e por um novo regulamento de gestão da habitação pública municipal.

, ,