Combatentes Gondomarenses mortos na Guerra em África homenageados em Fânzeres

Homenagem aos Combatentes da Guerra do Ultramar, em Fânzeres / Foto: Ricardo Vieira Caldas

Homenagem aos Combatentes da Guerra do Ultramar, em Fânzeres / Foto: Ricardo Vieira Caldas

Os 83 ex-combatentes gondomarenses falecidos na Guerra Colonial, em África, de 1961 a 1974, foram, esta manhã, lembrados e homenageados numa concentração de “camaradas” que envolveu alguns “heróis”, a guarda de honra militar e a Câmara Municipal e União das Freguesias.

A concentração dos “camaradas” teve início às 10h30 junto à Igreja Matriz de Fânzeres, onde decorreu uma missa de acção de graças e de sufrágio em memória dos ex-combatentes gondomarenses falecidos.

Após a missa, seguiu-se uma romagem ao Monumento “Aos Heróis de Ultramar”, situado na Praceta Heróis de Ultramar, mais conhecida como rotunda do “Soldado Desconhecido”.
Foi prestada uma homenagem e um minuto de silêncio aos 83 combatentes que tombaram por Portugal em África e cujos nomes constam no Memorial, existente no mesmo local.

Marco Martins e Daniel Vieira recordaram os ex-combatentes falecidos / Foto: Ricardo Vieira Caldas

Marco Martins e Daniel Vieira recordaram os ex-combatentes falecidos / Foto: Ricardo Vieira Caldas

A cerimónia ficou marcada pelo pedido ao município da criação do “Dia do Combatente”, pedido que, aliás, fora já aprovado em Assembleia Municipal.

Marco Martins, presidente da Câmara Municipal de Gondomar e Daniel Vieira, presidente da União das Freguesias de Fânzeres e S. Pedro da Cova, marcaram também presença na concentração e deixaram umas breves palavras em memória dos ex-combatentes falecidos.

, , , , ,