Concelho vai ter 10 mini Lojas do Cidadão

Loja do Cidadão em S. Cosme / Foto de Ricardo Vieira Caldas

Loja do Cidadão em S. Cosme / Foto de Ricardo Vieira Caldas

Gondomar vai dispor de 10 Espaços Cidadão, uma espécie de mini Lojas do Cidadão com prestação de atendimento digital assistido aos utentes e empresas. A atual Loja do Cidadão, em S. Cosme, e o Centro Cultural de Rio Tinto serão adaptados e são os primeiros a receber os novos serviços.

O Secretário de Estado para a Modernização Administrativa, Joaquim Cardoso da Costa, esteve de visita a Gondomar no dia 14 de janeiro para a assinatura de um protocolo com o presidente da Câmara Municipal de Gondomar (CMG), Marco Martins. O objetivo é permitir a instalação no concelho de 10 Espaços Cidadão, para prestação de serviços e atendimento aos munícipes.

Numa primeira fase, a atual Loja do Cidadão de Gondomar (S. Cosme) será reestruturada e adaptada assim como o Centro Cultural Amália Rodrigues, em Rio Tinto, para permitir a instalação do equipamento. Os restantes oito espaços, um por cada freguesia ou União de freguesias, serão instalados até ao final do ano em local a definir.

Na sessão após assinatura de protocolo, o vice-presidente da CMG, Luís Filipe Araújo, em representação de Marco Martins declarou que “o Município tem dado passos na modernização administrativa.” “Em breve vamos avançar com a digitalização de processos relacionados com obras. Estes serviços facilitam e diminuem as burocracias. Vivemos tempos muito diferentes e as freguesias são para nós uma ajuda muito importante”, exemplificou o vice-presidente. “É desta forma que damos vida aos mais básicos direitos dos cidadãos e à transparência dos processos”, acrescentou.

Já o Secretário de Estado Joaquim Cardoso da Costa explicou que o Governo pretende criar uma rede de espaços administrativos no país, composta por uma base de subredes nos vários municípios. “É importante os municípios disponibilizarem os seus meios para a administração pública”, referiu. “Com este projeto tomamos conhecimento de um desfasamento entre a oferta e o grau de utilização de alguns serviços administrativos. Queremos ter o melhor dos dois mundos, um bom serviço e um melhor atendimento presencial”, afirmou o Secretário de Estado para a Modernização Administrativa.

, , , , , , , , , ,