Confraria do Caldo de Nabos de Gondomar entronizou confrades e confreiras

Confraria Caldo de Nabos de Gondomar - novembro 2017

A Confraria do Caldo de Nabos de Gondomar foi entronizada na Igreja Matriz de Gondomar / Foto: Direitos Reservados

Estão entronizados os 13 primeiros confrades e confreiras da Confraria do Caldo de Nabos de Gondomar. A cerimónia teve lugar no dia 29 de outubro, na Igreja Matriz de Gondomar (São Cosme).

O caldo de nabos, iguaria tradicional de Gondomar, passou a ter uma Confraria que irá zelar pela defesa e salvaguarda da receita original e do nabo cultivado em Gondomar (São Cosme).

A Confraria do Caldo de Nabos de Gondomar ganhou forma no final do mês passado, após a eucaristia dominical na Igreja Matriz de Gondomar (São Cosme). No total, foram entronizados 13 confrades e confreiras, tendo sido eleita como chanceler-mor a confreira Cidália Santos.

“Esta foi a minha primeira experiência numa confraria. Para mim é uma novidade, ainda para mais como chanceler. É uma responsabilidade acrescida de um trabalho fundo que queremos produzir. Estamos a começar do nada e queremos criar algo com a colaboração das pessoas”, começa por dizer a responsável da Confraria do Caldo de Nabos de Gondomar.

A irmandade gastronómica está a fazer uma seleção de receitas do caldo de nabos para definir depois uma receita única.

“Este caldo é uma tradição gondomarense. O caldo de nabos esteve sempre associado a este concelho e ainda hoje tem grande impacto, sobretudo na época das Festas do Concelho, mas também durante o resto do ano”, afirma Cidália Santos. “A receita é de Gondomar, a qualidade do nabo é que está mais presente em São Cosme. Estamos também a recolher informações sobre isso. Mais tarde, haverá um chef que irá dar a sua opinião, mas ainda estamos numa fase inicial. Queremos, acima de tudo, preservar a tradição e temos procurado em várias freguesias de Gondomar”, acrescenta.

Ao Vivacidade, a responsável não afasta a possibilidade de tentar certificar a receita do caldo de nabos de Gondomar e espera, já no próximo ano, dar outros contributos para a divulgação desta iguaria.

Refira-se ainda que a Confraria do Caldo de Nabos de Gondomar contou com as presenças da Confraria Gastronómica dos Rojões e Papas de Sarrabulho de Baguim do Monte e Confraria de São Miguel e Almas.

Os trajes únicos da Confraria do Caldo de Nabos de Gondomar foram desenhados pela professora Manuela Bronze e o escapulário foi desenhado pelo Mestre Zulmiro de Carvalho.

, , , ,