Cruz Vermelha Portuguesa: Delegação de Gondomar/Valongo terá Unidade de Cuidados Continuados

CVP - janeiro 2018

A Delegação de Gondomar/Valongo conta com 50 elementos / Foto: Pedro Santos Ferreira

A Cruz Vermelha Portuguesa vai investir três milhões de euros na Delegação de Gondomar/Valongo. O projeto deverá arrancar este ano e vai permitir acolher 40 utentes em cuidados continuados. O Vivacidade foi conhecer o projeto e fez um balanço da atividade desta delegação.

A Rua Padre Domingos Baião, em Baguim do Monte, conta, desde 2015, com a Cruz Vermelha Portuguesa (CVP), sediada no edifício adjacente à antiga Escola Básica de Torregim.

O projeto nasceu numa sala da Junta de Freguesia de Baguim do Monte, impulsionado pelo então presidente da autarquia, Nuno Coelho, acompanhado por Genoveva Souza. Desde então, o crescimento tem sido assinalável e a Delegação de Gondomar foi, inclusivamente, alargada até Valongo.

“Foi um salto enorme que demos. Renovamos o imóvel que nos foi cedido pela Câmara de Gondomar com base no nosso esforço e suor. Além disso, temos contado com vários apoios de empresários e instituições que se associaram a nós, bem como de alguns mecenas”, começa por dizer Nuno Coelho, na qualidade de presidente da direção da CVP de Gondomar/Valongo.

A novidade mais recente, anunciada em dezembro passado, diz respeito a um projeto ansiado por esta delegação, a criação de uma Unidade de Cuidados Continuados no edifício da Escola Básica de Torregim. O desafio foi lançado por Francisco George, presidente nacional da CVP, e Marco Martins, presidente da Câmara Municipal de Gondomar, deu resposta imediata através da cedência do imóvel à Cruz Vermelha.

Desta forma, será possível avançar com a intenção de requalificar aquele espaço que passará a contar com dois pisos e um total de 40 camas prontas a receber utentes que necessitem de cuidados continuados.

O projeto aprovado pela Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N) contará também com um investimento de três milhões de euros da CVP nacional. Esta valência é vista com bons olhos, dado que este tipo de serviços são escassos na zona do Grande Porto.

“Para Gondomar é fundamental que exista esta Unidade de Cuidados Continuados, tal como para a CVP. A ideia é recebermos aqui utentes em média e longa duração”, refere Nuno Coelho.

Mas as novidades não se ficaram por aí. No início deste mês, foi também confirmada a entrada ao serviço da ambulância da Delegação de Gondomar/Valongo na Linha 112 (Emergência Nacional). O veículo oferecido por André Silva, futebolista profissional ex-FC Porto, passou então a realizar transportes inter-hospitalares e de emergência.

“Felizmente temos contado com o contributo de algumas personalidades de relevo de Baguim, tais como o André Silva e o Fernando Rocha, que é embaixador desta delegação e tem nela um auditório com o seu nome. Posso adiantar que já lancei o repto à atriz Rute Miranda, que é natural de Baguim, para ser madrinha da nossa Academia de Artes. O desafio foi aceite”, revela o presidente da CVP Gondomar/Valongo.

“Nós viemos preencher uma lacuna que existia num concelho com 170 mil habitantes. Temos respostas que não existem noutra IPSS ou instituição de Gondomar, nomeadamente no apoio efetivo à vítima de violência doméstica, por exemplo. Uma vítima que se queixe às autoridades é imediatamente transportada por nós. Em breve, vamos inaugurar a nossa Casa Emergência que servirá de abrigo a estes casos. Queremos que este equipamento entre também na Rede Social a nível nacional”, destaca Nuno Coelho.

No apoio às famílias carenciadas, a CVP conta já com mais de 200 casos referenciados no concelho de Gondomar e cerca de 100 famílias sinalizadas em Valongo. Os alimentos são angariados em ações de recolha nas grandes superfícies comerciais e completam a resposta dada por ambos os Municípios.

A CVP está sempre aberta à entrega de donativos e espera chegar até ao final de fevereiro aos 500 sócios. Ser associado desta delegação tem um custo de um euro por mês e várias vantagens com parceiros locais.

A Delegação de Gondomar/Valongo da Cruz Vermelha Portuguesa conta com 50 elementos, 150 sócios e faz atendimentos permanente em Baguim do Monte, Gondomar (São Cosme), Ermesinde e Valongo. 

Francisco George mostra-se orgulhoso com a Delegação de Gondomar
Entrevistado pelo Vivacidade, Francisco George, presidente nacional da Cruz Vermelha Portuguesa, reconhece a “atividade notável reconhecida a nível local e que se fica a dever a todos os voluntários e funcionários que se empenharam com espírito humanitário e de missão no desenvolvimento dos diversos projetos”.

O responsável pela CVP considera também “extremamente positivo” o apoio prestado pela Câmara Municipal de Gondomar na cedência do imóvel. A medida facilitará a construção da Unidade de Cuidados Continuados. “O projeto de arquitetura ainda está em elaboração, estima-se entre três milhões de euros. O prazo previsível para a execução deste projeto são dois anos”, refere Francisco George.

Município de Gondomar aprova projeto
Questionado sobre a futura Unidade de Cuidados Continuados de Baguim do Monte, Marco Martins, presidente da Câmara Municipal de Gondomar, considerou que a ideia “uma ajuda muito bem-vinda”. “Queremos que a obra avance o mais rapidamente possível”, disse o autarca.

Adão Moreira é o novo adjunto executivo da Delegação de Gondomar-Valongo
No dia 20 de janeiro, foi apresentado o novo adjunto executivo da Delegação de Gondomar/Valongo da CVP, Adão Moreira. A formalização contou com a benção de Francisco George, presidente da CVP a nível nacional.

“O Adão Moreira aceitou a nossa proposta. É um homem com conhecimento para implementar o nosso projeto e dar-lhe continuidade”, afirma Nuno Coelho.

Juramento do compromisso de honra a 27 de janeiro
A cerimónia do Juramento do Compromisso dos novos candidatos a membros ativos da Delegação de Gondomar/Valongo vai realizar-se no dia 27 de janeiro, pelas 15h, nas instalações da Rua Padre Domingos Baião, em Baguim do Monte. O evento é aberto à comunidade.

, , , , , ,