Pi 100 Pé levou mais de 20 mil pessoas ao Parque Urbano de Rio Tinto

Incluído na programação das Grandiosas Festas em honra de São Bento das Peras e São Cristóvão, em Rio Tinto, o espetáculo de stand-up comedy, Pi 100 Pé levou mais de 20 mil pessoas ao Parque Urbano.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com uma massa humana que ultrapassou todas as expectativas da organização, Fernando Rocha e os seus convidados, Hugo Sousa, João Seabra e Gilmario Vemba, deram um espetáculo que durou cerca de 90 minutos, sempre com muitas gargalhadas.

No final do espetáculo, e depois de estar quase 2 horas a tirar fotografias e dar autógrafos aos milhares de fãs que o abordaram, Fernando Rocha falou ao Vivacidade confessando-se surpreendido e honrado com o número de pessoas na assistência, em especial por estar em casa.

“A minha bitola estava nos 10 000, porque eu sabia que nenhum programa de comédia até hoje conseguiu tanta assistência. 10 000 chegaria, com toda a segurança já seria o programa de comédia com mais assistência em Portugal. Tivemos o dobro, 20 000 pessoas. Eu sei, de fonte segura, que algumas pessoas estavam para vir na próxima semana de férias da Irlanda e de Londres, e que pediram férias mais cedo para virem a este espetáculo. Uma pessoa que faz esses planos todos para me vir ver, isto vale mais que o cachet. Vale mais do que qualquer dinheiro do mundo. Isto é o reconhecimento do público”.

O público é, de facto, o alimento de Fernando Rocha que, ao atuar em casa se sente ainda mais confortável.

“O público é o único patrão que eu tenho. É o meu patrão a quem devo respeito, e tenho que ser reconhecido. Eles pretendem mais trabalho e eu tenho que trabalhar. Querem mais textos novos, mais anedotas novas, eu tenho que me sentar em frente ao computador e trabalhar para eles. Eles são o meu amor. Na vida real, o meu amor é a minha mulher e os meus filhos, na profissão o público é o meu amor.

Toda esta gente, todas estas pessoas, os vizinhos, o Tone, o Tibúrcio, a Rosa peixeira, o Bezaina, todas essas personagens, eu fui beber deste publico que me rodeia, que se chama Rio Tinto, sem dúvida nenhuma. Eu nasci e fui criado em Rio Tinto e depois de casado fui viver para Baguim. Mas Baguim e Rio Tinto é quase a mesma freguesia”.

Testemunhos

Joaquim Figueiredo

Acho que estiveram muito bem na organização deste evento, porque trouxeram muita gente a Rio Tinto e teve qualidade, tem tido qualidade.

Este Fernando Rocha é sempre top. O Fernando Rocha não é só o homem das anedotas, é um homem com “H” grande, porque é um homem com responsabilidade social e é um homem solidário. Isso ás vezes as pessoas não conhecem e era bom que também dessem essa nota do Fernando Rocha. É um solidário, um homem amigo, que de facto tem piada e é um artista grande. Rio Tinto só tem a ganhar com ele, embora ele resida em Baguim do Monte.

Laurinda Azevedo

As festas têm sido muito boas. Principalmente hoje, porque eu conheço o Rocha há muitos anos, sou amiga dele, da esposa, dos miúdos e vim por causa dele, é óbvio. Mas o espetáculo em si foi uma maravilha. Sexta-feira será o Paulo Gonzo, que também é muito bom.

Ontem fui visitar a igreja que estavam a começar a enfeitar os andores e os altares, a igreja está divinal, está maravilhosa. Acho que já não me lembro de uma festa de São Bento estar tão bonita. Rio Tinto, o concelho de Gondomar merece isso. Merece estes espetáculos que se têm feito. Coisas a nível de cultural e Rio Tinto, acho que sim, está a evoluir um bom bocado.

 

,