X Medieval de Rio Tinto regressa de 12 a 15 de setembro

A 10.ª edição da Feira Medieval, um dos eventos culturais mais importantes de Rio Tinto e do Concelho de Gondomar, está cada vez mais próxima para animar a Quinta das Freiras.

Anualmente, Rio Tinto recua no tempo para a recriação histórica e fidedigna do que terá sido a freguesia em tempos passados, neste caso, alusiva ao século X. O Viva Cidade esteve à conversa com Luís Filipe Araújo, Vice-Presidente da Câmara de Gondomar e Vereador da Cultura, que destacou o crescimento da Feira Medieval ao longo das edições anteriores. “Em termos da adesão das pessoas ao evento, tem crescido muito. Acho que em termos de público, nota-se um aumento muito grande”. O autarca destacou ainda os “melhoramentos positivos que a feira tem tido, quer nas barraquinhas e nas pessoas que estão com o artesanato”, o que se tem traduzido numa “reação muito positiva” da comunidade local.

“Aqui no Grande Porto, principalmente no que diz respeito ao Porto, Matosinhos, Valongo, aqui à volta, é um evento que começa a impor-se”, sublinhou Luís Filipe Araújo ainda a respeito do crescimento do evento e que, segundo ele, deverá crescer “paulatinamente e de forma consistente”.

A cobrança de ingressos à entrada é uma novidade em relação às edições anteriores, com os ingressos a rondarem o “preço simbólico” de 2 euros. No entanto, para o autarca, “quem paga um ingresso também valoriza aquilo que vai encontrar” e o facto de o evento ter um preço “engrandece o evento e é uma forma de o dignificar”.

Para Luís Filipe Araújo, a localização do evento e o espaço envolvente é “convidativo” e como tal, apela à “participação das associações, coletividades, empresas e artesãos, sediados na Freguesia de Rio Tinto, bem como, da restante sociedade civil”, para que a edição deste ano da Medieval conte não só “com muita gente” mas que também saiam “satisfeitas e que passem um bom momento”, sendo esse o principal desejo do autarca.

,