D. Januário Torgal debateu emigração no Museu Mineiro de São Pedro da Cova

Daniel Vieira e D. Januário Torgal no Museu Mineiro / Foto: Pedro Santos Ferreira

Daniel Vieira e D. Januário Torgal no Museu Mineiro / Foto: Pedro Santos Ferreira

Januário Torgal Ferreira, bispo emérito das Forças Armadas e Segurança, participou na iniciativa “Encontra-te com…” a 13 de junho, no Museu Mineiro de São Pedro da Cova. Em debate esteve a emigração “ontem e hoje”.

A União de Freguesias de Fânzeres e São Pedro da Cova convidou D. Januário Torgal Ferreira para uma conversa informal subordinada ao tema “Emigração ontem e hoje”.

O debate moderado por Daniel Vieira, presidente da autarquia local, recordou o sacrifício do povo mineiro e dos “malteses” que habitaram as Casas da Malta, construções que albergavam trabalhadores mineiros oriundos de outras localidades, tal como o edifício que hoje é Museu Mineiro.

“Houve aqui muito sangue derramado. Houve gente nesta terra que, por motivos políticos e profissionais, tiveram problemas injustificáveis. Se alguma vez se disser que em São Pedro da Cova não houve povo, pergunto onde houve povo então?”, começou por dizer o convidado.

A conversa avançou para os anos 70 do século XX, época em que os portugueses fugiram para França. Januário Torgal considerou a história de vida destes emigrantes “uma lição espantosa de trabalho e vida”, tendo conhecido portugueses que viveram em bairros de lata nos arredores de Paris.

“Os portugueses viviam em péssimas condições em Paris. Porque é que iam para lá? Porque não tinham emprego e não acreditavam num futuro melhor em Portugal. Tiveram que pensar nos seus filhos e netos”, afirmou Januário Torgal.

Por fim, “para que não se repitam as dificuldades vividas no passado”, o bispo emérito das Forças Armadas reclamou a criação de novos postos de trabalho, remunerados de forma justa e que permitam combater a pobreza e problemas associados à emigração.

Recorde-se que nos anteriores “Encontra-te com…” realizados no Museu Mineiro de São Pedro da Cova participaram personalidades com o professor José Pinto da Costa, o jornalista Rui Araújo, a cantora Ana Bacalhau e o professor José Barata-Moura.

, ,