Daniela Gandra: “Faz-me feliz saber que posso ter impacto na vida das pessoas”

Daniela Gandra - fevereiro 2017

A youtuber de Gondomar tem mais de 8300 seguidores / Foto: Direitos Reservados

Daniela Gandra, 21 anos, natural de São Pedro da Cova, tem um canal do YouTube com mais de 8300 subscritores. Ao Vivacidade, a youtuber recorda o início do seu projeto de “moda, lifestyle e positividade”, que começou quando tinha 15 anos.

Aos 15 anos iniciaste o teu blogue. O que te levou a criar a página?
Criei o blogue com o objetivo de partilhar os meus trabalhos fotográficos, mas nunca pensei que viesse a tornar-se uma parte tão importante da minha vida. Inicialmente direcionei o blogue para a moda e, em 2013, já na faculdade, apostei nos conceitos de lifestyle e positividade.

O blogue acompanhou uma fase determinante da minha vida [ensino secundário e faculdade] e é um espaço que reflete o meu crescimento, uma espécie de diário da minha vida.

Contudo, o conteúdo foi sofrendo algumas alterações…
Tal como eu me fui transformando, os conteúdos do blogue também evoluíram. Fui percebendo aquilo que as pessoas queriam ver e comecei a falar de experiências pessoais, a colaborar com marcas de roupa e produtos de cosmética, entre outras dicas de moda e lifestyle.

Assim, em 2015, decidi apostar no YouTube para me aproximar do meu público.

Hoje apostas mais na criação de conteúdos para o teu canal do YouTube?
Sim, porque sinto essa necessidade. Infelizmente, as pessoas têm preguiça de ler e o Instagram e o YouTube acabam por ser as melhores formas de comunicar.

Procuro fazer vídeos mais inspiradores e direcionados à beleza interior das pessoas, daí o conceito de positividade. Faz-me feliz saber que posso ter impacto na vida das pessoas, sobretudo no seu interior. O YouTube veio potenciar essa capacidade.

Gerir e produzir novos conteúdos para o blogue, Youtube, Facebook e Instagram ocupam grande parte dos teus dias?
Sem dúvida. É fundamental que as pessoas não nos esqueçam nas redes sociais. Temos que ser originais, constantes e frequentes naquilo que fazemos. Esta atividade nas redes sociais envolve muito planeamento e definição de prioridades. No Instagram, por exemplo, tento publicar todos os dias. No entanto, quando gostamos do que fazemos, arranjamos sempre tempo.

Existe um lado negro da internet?
Infelizmente existe, nomeadamente pessoas que gostam de julgar sem conhecer. Já me chamaram narcisista, entre outras coisas, mas prefiro focar-me no lado bom da internet [risos].

Tens mais de 8300 seguidores no teu canal do YouTube. Sentes-te no dever de publicar novos vídeos todas as semanas?
Sim, porque tenho um compromisso com os meus seguidores. Não sou obrigada a fazê-lo, mas procuro publicar vídeos com grande regularidade.

És natural de São Pedro da Cova e fazes questão de mencionar isso. Gondomar também te inspira?
Sou muito defensora das minhas raízes. Nunca deixei de escrever em português e não abdico disso, porque antes de ser conhecida lá fora prefiro ser conhecida em Gondomar, no Porto e em Portugal.

, , , ,