Deputados do PS Porto questionam Governo sobre alteração da referenciação hospitalar de Gondomar

Faculdade Medicina

Referenciação hospitalar da população de Gondomar passou do Hospital de São João para o de Santo António

O PS realçou ainda que a vontade dos doentes e familiares, tratados anteriormente na unidade hospitalar de São João, foi posta em causa de forma “abrupta e imperativa”.

Fernando Jesus e Luísa Salgueiro eleitos pelo PS Porto questionaram, no dia 12 de março, o Governo sobre a alteração da referenciação hospitalar da população de Gondomar do Hospital de São João para o de Santo António, no Porto. Os dois políticos afirmam que “a vontade dos doentes e familiares, tratados anteriormente na unidade hospitalar de São João, foi posta em causa de forma abrupta e imperativa” e consideram que esta alteração provocou “fortes” constrangimentos à população.
A Administração Regional do Norte (ARS Norte) deliberou, em 2009, que o encaminhamento dos doentes pertencentes ao Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) de Gondomar passaria a fazer-se para o Hospital de Santo António, terminando a referenciação para o Hospital de São João.
A título de exemplo, referem que a zona da Areosa, em Rio Tinto, com mais de 50000 habitantes, está a 700 metros do Hospital de São João e a sete quilómetros do Santo António. Consideram, por isso, que é gasto o triplo do tempo, consumo de combustível e custos de deslocações. Por esse motivo, os parlamentares defendem que a referenciação dos doentes de Gondomar deveria ser objeto de reponderação.

,