Desemprego diminui em Gondomar

Carla Vale, diretora do Centro de Emprego de Gondomar

Carla Vale, diretora do Centro de Emprego de Gondomar

No entanto, concelho continua a ser o terceiro com mais desemprego no norte do país.

Há menos 2327 desempregados em Gondomar. De 2013 para 2014 o concelho registou uma queda no desemprego de 16 para 14 mil pessoas mas, apesar disso, continua a ser a terceiro no ranking das autarquias no norte do país. O Vivacidade esteve à conversa com Carla Vale, diretora do Centro de Emprego de Gondomar, que justifica os números e traça o perfil do desempregado gondomarense, apontando algumas estratégias de Gondomar para a criação de postos de trabalho.

Entrou para o Instituto de Emprego como técnica superior, em 1997, no Centro de Emprego de Santo Tirso, onde vive atualmente, e chega ao Centro de Emprego de Gondomar em 2012. Atualmente, qual é o número de desempregados no concelho de Gondomar?
Em dezembro de 2014, tínhamos 14.087 desempregados [16.414 no mesmo período em 2013] registados no Centro de Emprego de Gondomar. O desemprego tem vindo a diminuir.

Como justifica essa diminuição?
Deve-se essencialmente ao número crescente de ofertas de emprego. Em relação a 2013 foram criados mais três mil postos de trabalho. Estes dados não contabilizam os estágios profissionais, mas muitos destes postos de trabalho foram criados graças à Medida Estímulo.

Os estágios profissionais influenciam a diminuição do desemprego?
Com o novo regulamento os estagiários já fazem descontos para a segurança social e por isso são classificados como trabalhadores por conta de outrem. Relativamente ao Instituto de Emprego não são considerados como empregados, são considerados como estagiários, por isso não contam para as estatísticas do número de desempregados.

E no final desses estágios as empresas contratam os estagiários?
A grande maioria contrata através da Medida Estímulo.

Ainda assim somos o terceiro concelho com maior número de desempregados no Norte do país. O que está a ser feito para combater esse flagelo?
Gondomar é um concelho dormitório e por isso sofre muito do desemprego local e do desemprego do Porto, Maia e Matosinhos. Os gondomarenses têm muita facilidade na acessibilidade aos concelhos mais próximos e muitos são colocados em empresas desses concelhos. A nível local não temos tido empresas a despedir. As empresas gondomarenses têm contratado muito, graças às medidas de apoio à contratação. O apoio é destinado às empresas e tem funcionado muito bem.

, , ,