Dia Municipal do Combatente homenageou gondomarenses falecidos ao serviço da pátria

A cerimónia decorreu junto ao Soldado Desconhecido / Foto: PSF

A cerimónia decorreu junto ao Soldado Desconhecido / Foto: PSF

Os ex-combatentes do concelho de Gondomar nos diferentes períodos de guerra foram homenageados a 11 de outubro, no Dia Municipal do Combatente, na Praça Heróis do Ultramar, em Fânzeres.

A Praça dos Heróis do Ultramar voltou a ser palco da cerimónia oficial do Dia Municipal do Combatente que visa homenagear os gondomarenses falecidos ao serviço da pátria durante a Grande Guerra (1914-1918), a Guerra do Ultramar (1961-1974) e missões de paz ao serviço das Nações Unidas.

A iniciativa contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Gondomar, Marco Martins, e do presidente da Liga dos Combatentes do Núcleo do Porto, Coronel José Manuel da Glória Belchior.

O edil gondomarense considerou a homenagem “merecida e justa” num dia “dedicado aos que serviram a pátria”, após descerrar a placa de homenagem aos combatentes do Ultramar.

Em discurso, o Coronel José Belchior considerou o ato “uma justa homenagem de Gondomar a filhos seus que responderam ao chamamento da pátria”. “Perpetuar desta forma a memória dos respetivos militares falecidos em combate é o devido contributo que merecem”, referiu o militar.

Daniel Vieira, presidente da União das Freguesias de Fânzeres e S. Pedro da Cova, também dedicou umas breves palavras em memória dos combatentes falecidos e lembrou que “não há futuro sem memória”.

Após os discursos foram evocados os nomes de todos os combatentes de Gondomar que faleceram ao serviço da pátria e foram entregues as medalhas que visam homenagear o serviço prestado pelos ex-militares que compareceram à iniciativa.

O Dia Municipal do Combatente contou ainda com a participação do exército português, através do regimento de transmissões do Porto, que expôs vários equipamentos de diferentes épocas de guerra.

, , , ,