D’Ouro Run: a maior prova desportiva do concelho está de regresso a marginal do Douro

A organização espera receber três mil atletas na 3ª Meia-maratona D'Ouro Run / Foto: Arquivo Vivacidade

A organização espera receber três mil atletas na 3ª Meia-maratona D’Ouro Run / Foto: Arquivo Vivacidade

São esperados cerca de 3000 atletas divididos entre as várias categorias da prova: meia-maratona (21km), mini-maratona (10km) e caminhada (5km)

A 26 de junho a marginal de Gondomar vai ser invadida por milhares de atletas que vão participar na 3ª Meia-maratona D’Ouro Run Gondomar. A prova mantém o percurso e as distâncias do ano anterior mas traz novidades para os adeptos do ‘running’. Ao Vivacidade, Carlos Ferreira, organizador, confirma o “ano de consolidação da D’Ouro Run”.

Começou por ser uma mini-maratona de 10 quilómetros, em 2014, mas cresceu para os 21 quilómetros na edição passada. Este ano, na 3ª edição, a segunda com meia-maratona, a EventSport, empresa que organiza a D’Ouro Run em parceria com a Câmara Municipal de Gondomar, quer “consolidar e enraizar a prova no circuito nacional”. Quem o diz é Carlos Ferreira, mentor do evento. “No ano passado aumentamos a distância do percurso e essa foi uma aposta ganha. Este ano queremos consolidar o projeto e no próximo ano temos a responsabilidade acrescida de nos distinguirmos [Gondomar] como Cidade Europeia de Desporto”, afirma o responsável pela EventSport.

Na edição deste ano a organização espera receber cerca de três mil atletas que vão participar na meia-maratona (21km), mini-maratona (10km) e caminhada com percursos traçados ao longo da marginal gondomarense.

“As inscrições estão a decorrer a bom ritmo e este ano contamos com uma maior adesão de atletas internacionais. Já temos inscritos sete brasileiros, três alemães, cinco espanhóis e dois ingleses que vão repetir as suas participações”, destaca Carlos Ferreira. A nível nacional há também um maior número de inscritos “provenientes do Sul, do Interior e no Norte do país”. “Ultrapassamos as 1200 inscrições confirmadas e acreditamos que podemos atingir os 2500 a 3000 participantes. Estamos otimistas”, refere.

Segundo a organização, a prova tem como principais atrativos “a possibilidade de correr com segurança ao longo da marginal do rio Douro, a paisagem do percurso e o capricho nas t-shirts e medalhas oficiais da D’Ouro Run”.

A 3ª edição, que volta a ser amadrinhada pela ex-atleta e campeã olímpica Rosa Mota, não vai contar com prémios monetários, contudo, a organização dá a garantia de “premiar todos os atletas envolvidos na prova”.

“Zona Vip” é novidade da prova

À margem da corrida vão realizar-se as tradicionais iniciativas de lazer. O exercício de aquecimento e descompressão após a prova são da responsabilidade de um ginásio local. A D’Ouro Run conta ainda com uma área de exposição para os parceiros oficiais da prova. A 3ª edição vai contar com um novo espaço, uma “Zona Vip” criada para “receber os convidados da prova e principais atletas”, explica Carlos Ferreira.

“Temos todas as condições para homologar a prova na Federação Internacional de Atletismo”

Nos planos da organização está a homologação da Meia-maratona D’Ouro Run no circuito de provas da Federação Internacional de Atletismo Amador (IAAF). Confrontado com a hipótese, Carlos Ferreira admite a possibilidade de candidatar a D’Ouro Run à avaliação do IAAF, no próximo ano. no prlidad m a hip da na Federaç da Cova j, a na nroduz o trof a marginal no pr.ro atletas, o mo. “Temos todas as condições para homologar a prova. O pedido está a ser preparado”, garante o organizador.

“A prova tem margem para crescer nas próximas edições”

Ao nosso jornal, Sandra Almeida, vereadora do Desporto e Juventude da Câmara de Gondomar, caracteriza a D’Ouro Run como “uma prova única, que permite desfrutar de uma paisagem fabulosa”. “O evento foi uma das primeiras apostas deste executivo, a nível desportivo, e, este ano, queremos consolidá-lo. É uma excelente promoção de Gondomar”, afirma a vereadora.

De acordo com a responsável pelo pelouro do Desporto no Município de Gondomar, a Meia-maratona D’Ouro Run “tem margem para crescer nas próximas edições”. “Em 2017, ano em que Gondomar será Cidade Europeia do Desporto, a D’Ouro Run poderá sofrer uma atualização e trazer algumas novidades. É cedo para as revelar mas posso garantir que a prova já está inserida no plano de atividades desportivas da Câmara para o próximo ano”, garantiu a autarca.

, , , , ,