Em que condições trabalham os bombeiros do concelho?

Costa e Silva indica a necessidade de substituição de uma ambulância de socorro, mas pensa que não faz sentido os associados suportarem certas despesas. “Vamo-nos endividar para pôr uma ambulância ao serviço do país? Não faz sentido – sendo a nossa missão socorrer – termos como preocupação principal conseguir dinheiro para comprar os meios de socorro”, reitera.

Para além da ambulância, o Corpo de Bombeiros necessita de substituir o veículo auto-tanque de que dispõe, de adquirir um veículo de ataque a incêndio florestal com mais capacidade para água e um veículo auto-escada [só existente nos Corpos de Bombeiros de Gondomar e Valbom].

Bombeiros Voluntários de Gondomar

Quartel dos Bombeiros Voluntários de Gondomar / Foto de Ricardo Vieira Caldas

Quartel dos Bombeiros Voluntários de Gondomar / Foto de Ricardo Vieira Caldas

Já no Corpo de Bombeiros Voluntários de Gondomar, que tem o maior número de intervenções do concelho, a principal preocupação neste momento prende-se com a parte da emergência pré-hospitalar. “Tem havido nos últimos tempos um aumento bastante significativo de serviços prestados nesse âmbito. E nós, com as cinco ambulâncias de socorro, temos já sérios constrangimentos para corresponder a todos os serviços para que somos solicitados”, confessa Gonçalves Costa, Adjunto de Comando.

, , , , , ,