Empresários criam iniciativas para manter viva a Avenida 25 de Abril

> Produtos recolhidos

O intuito dos empresários é dinamizar a Avenida 25 de abril, atrair pessoas, criar um elo de proximidade com os consumidores. Para José Queirós, Frederico Abreu e Pedro Martins a intenção é fazer desta Avenida mais dinâmica para que a zona não fique esquecida como outras zonas do país e do concelho.

A génese do trio remete-nos há 15 anos, quando José Queirós, proprietário do Visagisme Studio, Frederico Abreu, dono da Gomomania, e Pedro Martins, proprietário da Magnólia, decidiram começar as iniciativas que promovessem o comécio local, “estas ações são o nosso Marketing é aquilo que nos permite que as pessoas venham cá”.

Já foram diversas as atividades organizadas ao longo dos últimos anos, algumas delas foram: outlets de rua, desfiles de Golden Fashion, colaborações com a Noite Branca, comemoração do dia da criança com atividades para todas as escolas de Gondomar e até iniciativas solidárias, entre outras. Para os empresários o primordial é manter esta ligação de proximidade com a comunidade. A mais recente foi realizada no Natal. Primeiramente, e segundo os empresários, a ideia era decorar a rua para demonstrar à população que, face à situação que enfren- tamos “conseguimos chegar ao Natal, o intuito era trazer o espírito natalício, devolver um pouco a esperança”. Associada a esta ideia inicial, os empresários decidiram realizar uma recolha de produtos de higiene.

“Inicialmente, estávamos a pensar em fazer esta ajuda através de produtos alimentares, neste tipo de situações pedimos sempre colaboração quer para ocupar a via pública, quer a nível de logística” foi nesse sentido que requisitaram a ajuda do “Pelouro do Ambiente que nos forneceu as árvores. Depois contactamos o Pelouro do Desenvolvimento Económico que ao manifestar a nossa intenção da recolha, a Vereadora Cláudia Vieira referiu-nos que, nesta altura, já havia apoios suficientes para alimentos, mas que havia uma grande escassez de produtos de higiene. São produtos que duram devido à validade e que pretendem preencher as lacunas já existentes” na comunidade.

Para a iniciativa de recolha, cerca de 11 empresas da Avenida mobilizaram-se para contribuir neste projeto. Esta ajuda é destinada à população mais carenciadas do concelho e que se encontra previamente referenciada pela Câmara Municipal.

De momento, os produtos recolhidos encontram-se armazenados no Auditório Municipal de Gondomar e estão sob tutela daAutarquia: “logisticamente não saberíamos como é que haveríamos de fazer a distribuição, porque nós pretendíamos realizar um contributo equilibrado e justo, e nada melhor que a própria Câmara para saber a quem é que devemos distribuir”.

Os proprietários aproveitaram o momen- to para deixar um agradecimento a todos os que ajudaram com a iniciativa, “isto foi uma iniciativa em que nós tivemos de envolver os clientes, nós só conseguimos fazer esta ligação porque os clientes nos ajudaram. Por isso é que o slogan do cartaz era “ajude-nos a ajudar”. Os mesmos dirigem um agradecimento extra a todas as entidades envolvidas “quer à Junta de Freguesia (quando é respeitante a situações mais locais), às Associações, e neste caso pedimos a colaboração ao Pelouro do Ambiente da Câmara Municipal que nos cedeu as árvores para as decorações de Natal e depois tivemos a colaboração do Pelouro do Desenvolvimento Económico que nos ajudou com a recolha e na distribuição dos cabazes”

Quanto a projetos futuros, os empresários revelam que, devido ao confinamento implementado, a iniciativa previamente planeada teve que ser adiada, “tínhamos uma ação de consciencialização que iríamos desenvolver, provavelmente, junto com a escola de Gondomar, já estamos em contacto, mas é algo que ainda está a ser planeado, mas não vamos revelar ainda todos os detalhes, porque queremos deixar alguma surpresa no ar”. ▪

 

, , , , ,