Encerramento de agência bancária deixa Alto Concelho sem soluções

A única agência bancária do alto concelho está prestes a encerrar / Foto: Pedro Santos Ferreira

O anúncio do encerramento da única agência bancária do Alto Concelho deixa a população sem soluções e preocupada. Nesta zona de Gondomar moram cerca de 15 mil pessoas.

 O Millenium BCP, situado na Rua de António Ferreira Silva, em Melres, vai encerrar até ao final deste mês. O anúncio da única agência bancária do Alto Concelho (Melres, Medas, Foz do Sousa, Covelo e Lomba) deixa cerca de 15 mil pessoas sem solução, sendo que a agência mais próxima, dentro de Gondomar, situa-se em São Cosme, a mais de 20 quilómetros daquela que agora encerrará.

Entre as alternativas estão Rio Mau, em Penafiel, ou o lugar de Vila Cova, em Medas, sendo que nestes locais apenas existem máquinas multibanco.

“Esta agência bancária faz-nos muita falta. Nem comunicaram o encerramento aos clientes. Só soubemos porque ouvimos falar e inicialmente nem queria acreditar na notícia, mas é verdade. Falei com o proprietário do espaço que me disse que era verdade. Agora vamos ter que ir para São Cosme, que não tem assunto nenhum”, lamenta Maria Silva, 61 anos, cliente do banco.

Também Manuel Valente, 56 anos, mostra-se preocupado com a decisão. “Fui informado através de colegas, mas julgo que devia ter sido informado pelo meu banco. É uma agência que nos faz muita falta e de certeza que vou mudar a minha conta para outro banco. Julgo que a população tem que se mobilizar contra esta decisão, porque faz-nos falta este tipo de serviço”, critica o melrense.

Por sua vez, José Neves, 53 anos, considera o encerramento da agência bancária “uma perda total”. “Principalmente para os reformados que ali levantavam o seu dinheiro ao final do mês”, refere. “Sem multibanco vai ser um desastre”, acrescenta.

Entretanto, a União das Freguesias de Melres e Medas tem desenvolvido esforços com o objetivo de instalar um multibanco em Melres para suprir esta necessidade.

“O banco nunca mais nos contactou, mas sabemos que encetou outros contactos com vista à instalação de uma caixa multibanco e que o assunto está bem encaminhado”, afirma José Paiva, presidente da União das Freguesias.

De acordo com o autarca, a decisão da agência bancária causa “grande preocupação, porque afeta os pequenos comerciantes locais, que se deslocavam a esta agência para efetuar os seus depósitos”. “Agora, do Largo do Souto (São Cosme) até Melres não existe nenhuma agência bancária”, conclui.

, , , ,