Entrevista a Fernanda Vieira (Independente): “A vontade do povo”

Fernanda Vieira / Arquivo Vivacidade

Fernanda Vieira / Arquivo Vivacidade

Atual Presidente da Junta de Freguesia de Fânzeres, Fernanda Vieira foi presidente da Mesa da Assembleia de Freguesia entre 2005 e 2009. Natural de Fânzeres, é conhecida por “Fernanda Silvestra”, por ser originária dessa família, e fez o ensino primário na Escola de Santa Eulália (Alvarinha), tendo prosseguido os estudos na antiga Escola Industrial e Comercial de Gondomar, onde concluiu o Curso Geral do Comércio. Durante 36 anos, foi profissional do SMAS de Gondomar (Serviços Municipalizados), tendo exercido funções na área da Contabilidade e chefiado a Secretaria Técnica e Administrativa. Para as Autárquicas de 2013, começou por candidatar-se pelo PS, tendo depois desistido dessa candidatura. Agora vai como independente “com a vontade do povo”.

Porque se candidata como independente quando inicialmente ia pelo Partido Socialista?
Resolvi candidatar-me à União de Freguesias de Fânzeres e S. Pedro da Cova por vontade do povo. Eu estava decidida em não avançar mas os telefonemas e as pessoas que vinham à Junta de Freguesia pediam-me para que eu não abandonasse a Junta e me recandidatasse. Tenho o apoio da população e todos me dizem que estão comigo, por exemplo, para andar em campanha porque querem que eu fique na freguesia.

Desde o momento em que se apresentou como independente sentiu pressões por parte do PS para que desistisse?
Sim, tive já pressões para que desistisse mas estou firme e disse que ia avançar. Tive que recolher assinaturas e tenho muito respeito pelo meu próprio nome e pelos fanzerenses e sampedrenses.

Neste momento ainda está ligada a algum partido?
Não. Desde logo tive que pedir a demissão do único partido que sempre militei, o Partido Socialista. Só a partir daí é que comecei então a pensar candidatar-me. Não vou por partido nenhum, sou livre e independente. O meu partido é Fernanda Vieira, a vontade do povo

, ,