“Era uma vez… Teatro” em Bruxelas a “Reclamar o Futuro”

APPC - setembro 2018

O grupo deslocou-se a Bruxelas para o evento final do “Reclaim the Future” / Foto: Direitos Reservados

Um grupo de representantes do Porto, entre os quais dois elementos do “Era uma vez… Teatro” da Associação do Porto de Paralisia Cerebral (APPC), rumaram a Bruxelas com o objetivo de participar no evento final do projeto “Reclaim the Future”.  

O convite do “Visões Úteis” era linear e esperado: levar até Bruxelas um grupo de representantes de todos os que, em meados de 2017, ajudaram a criar e apresentar a “Parada Desatada”, evento português do projeto “Exige o Futuro”.

Este grupo, que inclui habitantes e membros de entidades e associações de Campanhã (Porto), bem como formandos do serviço educativo do “Visões Úteis”, integrava ainda dois elementos da Associação do Porto de Paralisia Cerebral (e do “Era uma vez… Teatro”): a encenadora e atriz Mónica Cunha e o ator Nate Sam.

Chegados a Bruxelas, todos os elementos envolvidos no “Reclaim the Future” participaram em inúmeras atividades, a grande maioria das quais de âmbito artístico e educativo. Ainda antes da Parada Final, que se realizou a 22 de setembro, houve tempo para uma noite com um concerto de “sons nórdicos”, dinamizado pelos parceiros da Suécia e da Letónia, assim como para o workshop “Defining the Centre”, de Stephen Collins (Reino Unido) e Michael Gustavsson (Suécia), acerca do projeto de investigação que o “Reclaim the Future” desenvolveu em paralelo aos encontros e criações.

Além da realização de uma exposição, da inerente e obrigatória preparação de adereços e, ainda, dos ensaios, a Parada Final foi apresentada, em tarde de chuva, no dia 22 de setembro.

A Parada Final de “Reclaim the Future” percorreu o centro de Bruxelas num percurso urbano inspirado pelas ideias e performances dos cinco eventos nacionais que os parceiros desenvolveram nos seus países, e integrando artistas e membros das comunidades envolvidos nesses eventos.

Esta Parada Final foi parte integrante da programação do Festival “Signal #7” promovido pelo CIFAS – International Centre for Training in the Performing Arts (Cifas Asbl). De recordar que o “Reclaim the Future”, depois do Porto, passou ainda pela Escócia, França e Letónia.

O projeto “Exige o Futuro” juntou a companhia “Visões Úteis” a parceiros europeus para dar voz a periferias. Todas as iniciativas desenvolvidas no âmbito do projeto pretendem dar visibilidade às culturas sub-representadas e criar redes entre as periferias.

, ,