“Estrelas do Douro” vence concurso do “Sável Frito” e da “Lampreia à Bordalesa”

26ª Festa do Sável e da Lampreia - março 2017

Marco Martins (à dir.) entregou o prémio ao proprietário do restaurante “Estrelas do Douro” / Foto: Direitos Reservados

O restaurante “Estrelas do Douro” triunfou no concurso do “Sável Frito” e da “Lampreia à Bordalesa”, integrado na 26ª edição da Festa do Sável e da Lampreia, ao vencer nas duas categorias em prova. 

O “Estrelas do Douro” foi o vencedor do concurso gastronómico do “Sável Frito” e da “Lampreia à Bordalesa”. O anúncio foi feito no dia 22 de fevereiro, dia de prova e de concurso, na Quinta do Passal, em Valbom.

Após a entrega de prémios, Marco Martins, presidente da Câmara Municipal de Gondomar, agradeceu aos 24 restaurantes que participam na Festa do Sável e da Lampreia “pelo que fazem para que a tradição se mantenha”. “Basta que sejamos nós, genuínos”, reforçou o presidente do Município, depois de detalhar as razões que levam o executivo a apostar no evento inserido na 26ª edição da Festa do Sável e da Lampreia.

Antes, o ‘chef’ Hélio Loureiro, presidente do júri da prova gastronómica, já tinha afirmado que “o caminho do turismo é o da autenticidade”, apelando a todos os restaurantes presentes na cerimónia de entrega de prémios para que “façam a gastronomia autêntica dos vossos locais”. “A gastronomia faz parte de um povo e sem ela seríamos iguais a tantos outros povos”, explicou o ‘chef’.

Na categoria do “Sável Frito”, o segundo lugar foi atribuído ao restaurante “Clube dos Caçadores” e o terceiro posto ao “Casa Lindo”. Já na “Lampreia à Bordalesa”, o “Margem Douro” e “Madureira Vera Cruz” ocuparam os segundo e terceiro lugares, respetivamente.

A Festa do Sável e da Lampreia teve início a 17 de fevereiro e prolongou-se até ao dia 19 de março. A iniciativa é da inteira responsabilidade da Câmara Municipal de Gondomar e teve lugar em Gramido, Valbom.

“Este evento está muito presente nos gondomarenses”
Ao Vivacidade, Carlos Brás, vereador do Turismo da Câmara Municipal de Gondomar, faz um balanço positivo da 26ª Festa do Sável e da Lampreia. “Este evento está muito presente nos gondomarenses. O concurso gastronómico correu muito bem, contou com uma grande adesão dos restaurantes do concelho e teve o mesmo vencedor nas duas categorias, situação inédita neste mandato”, aponta o autarca.

Contudo, o vereador do Município de Gondomar reconheceu a possibilidade de melhorar, tendo em conta um ajuste na entre a oferta e a procura no decorrer do fim de semana gastronómico. “Reconhecemos que a distribuição entre a oferta e a procura foi muito díspar de dia para dia. O ideal seria conseguirmos estabilizar a procura e a oferta de sável e lampreia. Será esse o objetivo da próxima edição”, garante ao nosso jornal.

No que diz respeito ao futuro da iniciativa, Carlos Brás adianta ainda a intenção de “dinamizar novamente a Confraria do Sável e da Lampreia”, permitindo uma nova dinâmica da iniciativa nas próximas edições.

Pescadores lamentam construção da barragem de Crestuma-Lever
Américo Pinto, pescador de Valbom, vai para o rio desde os seus 14 anos à procura de sável e lampreia. Contudo, desde a construção da barragem de Crestuma-Lever, a atividade piscatória “nunca mais foi a mesma”. “Existe uma muralha que impede os peixes de passar a barragem e desovar. Infelizmente, já não é possível viver só da pesca em Valbom e julgo que esta tradição poderá estar em risco”, lamenta Américo Pinto.

José Zeferino, pescador, partilha a mesma opinião e manifesta desagrado com “a criação da barragem”. “Há uns anos conseguíamos pescar nesta zona, mas com a criação da barragem tornou-se cada vez mais complicado. Hoje existem cada vez menos peixes nas margens de Valbom”, explica o gondomarense que vive da pesca.

Também Fernando Silva vai para o rio todos os dias e reconhece as dificuldades apontadas pelos pescadores de Valbom. “Ando no rio todos os dias mas a pesca do sável está cada vez mais complicada. Este ano, ainda consegui apanhar alguma lampreia, mas é pouco”, lamenta o pescador.

, , , ,