Extremus decorre até 28 de outubro

Durante quatro dias, a Associação do Porto de Paralisia Cerebral (APPC) realiza a 15ª edição do Extremus – Festival Internacional de Expressões na Música, Dança e Teatro.  

O 15.º Extremus vai contar com a participação de uma dezena de companhias de teatro e projetos culturais de Portugal e Espanha. Até 28 de outubro vão decorrer diversas apresentações teatrais, musicais, performances, formações e projetos educativos em vários palcos: Auditório Horácio Marçal (Paranhos), Auditório Municipal de Gondomar, Escola EB 2,3 Júlio Dinis (Gondomar), Escola Secundária do Certo do Porto e na Fundação Escultor José Rodrigues.

A Companhia “Era uma vez… Teatro” da APPC será a anfitriã desta edição. Desde o início do Extremus, a companhia de teatro da APPC já foi responsável pela programação de 130 espetáculos e apresentou em palco 95 companhias profissionais e amadoras de pessoas com deficiência.

Este ano, à semelhança das edições anteriores, o Extremus alarga a sua abrangência a um público mais jovem. O Extreminhus dedica uma progamação especial aos mais jovens, através da realização de vários workshops, e leva a cultura até um novo público.

Refira-se que o Extremus – Festival Internacional de Expressões na Música, Dança e Teatro tem como objetivo a promoção das artes performativas junto de grupos amadores e profissionais de pessoas com deficiência, fomentando a criação artística através de projetos a nível nacional e internacional.

, , , , ,