Fânzeres e São Pedro da Cova têm programa alargado para o mês da liberdade

25 de Abril - março 2018

Pedro Miguel Vieira e Ivo Capas, da Comissão Promotora das Comemorações do 25 de Abril / Foto: Pedro Santos Ferreira

A União das Freguesias de Fânzeres e São Pedro da Cova está a celebrar o Dia da Liberdade com um vasto programa de atividades, divididas entre os dois territórios. Ao Vivacidade, Pedro Miguel Vieira e Ivo Capas, explicam porquê.

À semelhança dos anos anteriores, a União das Freguesias de Fânzeres e São Pedro da Cova está a promover um conjunto de iniciativas alusivas às comemorações do 25 de Abril. As atividades tiveram início a 16 de março e vão prolongar-se até 1 de maio.

“A Comissão Promotora das Comemorações do 25 de Abril decidiu manter a tradição e apostar no desporto popular, na sueca, no snooker, na columbofilia, mas também na vertente cultural destas comemorações”, afirma Ivo Capas, do executivo da autarquia, principal promotora das comemorações.

Ao Vivacidade, o membro da Comissão do 25 de Abril, aponta as novidades desta edição, com destaque para os seis espetáculos “Cantar por Abril” – três em Fânzeres e três em São Pedro da Cova. Os concertos vão dividir-se entre seis coletividades e vão levar a cultura às sedes de cada uma delas, com diferentes protagonistas.

“O Café-Concerto no Dia do Estudante também é uma novidade. Será organizado em parceria com a Associação de Estudantes da Escola Secundária de São Pedro da Cova e vai recordar as lutas dos estudantes durante o Estado Novo”, acrescenta.

Pedro Miguel Vieira, presidente da União das Freguesias, mostra-se satisfeito com o programa traçado pela Comissão Promotora, que procurou, este ano, “acrescentar novas ideias e iniciativas ao programa” [ver caixa].

“O 25 de Abril foi feito para permitir o acesso à cultura, ao desporto e outras atividades recreativas. É claramente uma iniciativa nossa, mas contamos com outras entidades que envolvidas nesta programação. Procuramos massificar as iniciativas e abranger o maior número de pessoas e coletividades na organização”, destaca o responsável pela gestão de Fânzeres e São Pedro da Cova.

Estão também previstos dois momentos de debate, um no Museu Mineiro de São Pedro da Cova e outro no Centro Republicano e Democrático de Fânzeres. As sessões vão convidar Marta Oliveira, do Movimento Democrático de Mulheres, e Ilda Figueiredo, presidente da direção do Conselho Português para a Paz e Cooperação, a debater o “Imaginário Coletivo das Britadeiras” e “A Paz e os Valores de Abril”, respetivamente.

As tradicionais sessões solenes estão marcadas para as 9h, em Fânzeres, e 10h30, em São Pedro da Cova, no Dia da Liberdade.

Destaques do programa de comemorações:
21h30, 24 de março – Café-Concerto do Dia do Estudante, na Escola Secundária de São Pedro da Cova
21h30, 6 de abril – Inauguração da exposição “Memórias de Abril”, na Biblioteca de Fânzeres
14h, 7 de abril – 1ª Jornadas da Saúde do Movimento Sénior, na Junta de Freguesia de Fânzeres
16h, 8 de abril – Conferência/Debate “Imaginário Coletivo das Britadeiras. Determinação; Resistência; Emancipação;”, no Museu Mineiro de São Pedro da Cova
21h30, 21 de abril – Encontro de Folclore, no Salão Paroquial de Fânzeres
9h, 22 de abril – Caminhada da Liberdade, na Junta de Freguesia de São Pedro da Cova
21h30, 24 de abril – Espetáculo “Melodias de Abril”, na Cripta de São Pedro da Cova
16h, 29 de abril – Conferência/Debate “A Paz e os Valores de Abril”, no Centro Republicano e Democrático de Fânzeres
9h, 1 de maio – Corrida da Liberdade, no Largo da Igreja de Fânzeres

, , , ,