Festas a São Brás atraíram milhares de romeiros a Baguim

Procissão São Brás - fevereiro 2019

A procissão tornou a ser o momento alto das festividades / Foto: Pedro Santos Ferreira

No início deste mês, Baguim do Monte voltou a homenagear São Brás, santo que livra o povo das maleitas da garganta. Foram três dias de festa com epicentro no Largo de São Brás. O ponto alto foi, novamente, a grandiosa procissão.

Entre os dias 1 e 3 de fevereiro, Baguim do Monte contou com diversas iniciativas integradas na programação das Festas a São Brás, a maior romaria desta freguesia.

A procissão voltou a afirmar-se como o ponto alto das festividades e trouxe, no dia 3 de fevereiro, milhares de romeiros até à Igreja Matriz de Baguim. Antecedido pela missa solene do bispo emérito de Setúbal, D. Gilberto Reis, o cortejo religioso voltou a percorrer as ruas de Baguim com uma grande moldura humana na assistência, animada pela banda sonora da Banda Musical de Baltar.

Do programa constaram ainda os concertos de João Pedro Martins, Cláudio Soares, Rancho Folclórico “As Farrapeirinhas de Baguim do Monte” e da Banda Musical “Horyza”.

As Festas a São Brás contam com a organização da Confraria do Imaculado Coração de Maria e São Brás, Confraria Gastronómica dos Rojões e Papas de Sarrabulho de Baguim do Monte, Arco do Bojo, Junta de Freguesia e Paróquia de Baguim.

Confraria Gastronómica tem 11 novos membros
Desde 2010, as Festas a São Brás são também sinónimo do Grande Capítulo, cerimónia de entronização de novos membros na Confraria Gastronómica de Rojões e Papas de Sarrabulho de Baguim do Monte.

Este ano, a irmandade não fugiu à regra e deu as boas-vindas a 11 novos membros: Olga Sousa Rodrigues, assistente técnica; António Simões Moreira, empresário; Serafim Ferreira, emigrante em França; Sofia Martins, economista; Miguel Rodrigues, técnico de informática; Celso Pereira, gestor de empresas; Eunice Neves, administradora do CINDOR; Aníbal Lira, presidente da Assembleia Municipal de Gondomar; Miguel Laranjeira, engenheiro técnico; Filipe Laranjeira, militar; Serafim Ferraz, agente da PSP.

A cerimónia de entronização ficou a cargo de Lucindo Silva, pároco de Baguim, que introduziu, individualmente, os novos confrades e confreiras que juraram proteger e divulgar os rojões e papas de sarrabulho à moda baguinense.

Após o ato solene, os mais de 100 membros da Confraria realizaram o tradicional convívio, na Quinta da Igreja, em Fânzeres.

No dia 3 de fevereiro, o Largo de São Brás acolheu nova edição da prova cega do Concurso Gastronómico Rojões e Papas de Sarrabulho à moda de Baguim.

, , , ,