Festas a São Brás realizam-se entre 1 e 3 de fevereiro

Festas a São Brás - janeiro 2019

A procissão voltará a sair da Igreja de São Brás / Foto: Pedro Santos Ferreira

Está definido o programa das Festas a São Brás. A festa volta a contar com três dias de iniciativas, desde a música de João Pedro Martins até à Majestosa Procissão, que irá ter lugar a 3 de fevereiro. A missa a São Brás será presidida por D. Gilberto Reis, bispo emérito de Setúbal.

As Festas a São Brás já têm cartaz fechado. No dia 1 de fevereiro, atua, às 21h30, João Pedro Martins, acompanhado pelo músico Cláudio Soares. Sábado, dia 2 de fevereiro, pelas 14h30, o palco fica a cargo do Rancho Folclórico “As Farrapeirinhas de Baguim do Monte”. À noite, pelas 21h30, é a vez da Banda Musical “Horyza” Música de Baile alegrar o público. No último dia, 3 de fevereiro, as festividades encerram com a atuação da Banda de Música Baltar, entre as 8h e as 18h. Às 11h realiza-se a missa solene em honra de São Brás, presidida pelo bispo emérito de Setúbal, D. Gilberto Reis. Por último, terá lugar a tradicional procissão em honra de São Brás, que terá início às 15h.

Em Baguim do Monte, já se preparam as ruas para receber os romeiros e os milhares de visitantes que procuram por estes dias as Festas a São Brás. Na freguesia, Confraria, Paróquia e Junta unem esforços para os receber.

“A principal novidade da festa é que irá ter três dias, com início na sexta-feira, dia 1, até domingo, dia 3. Destacamos, a nível religioso, a presença de D. Gilberto Reis, bispo emérito de Setúbal, que irá presidir a missa em honra de São Brás. É uma aposta nossa, porque continuamos a achar que estas festividades têm um grande caráter religioso”, explica Manuel Marques da Confraria do Imaculado Coração de Maria e São Brás.

A opinião é partilhada pelo pároco de Baguim, Lucindo Silva, que confirma “a vontade de muitas pessoas em receber a ‘bênção de São Brás’, um costume antigo, em que se pede a Deus, mediante essa bênção, que sejamos preservados de todos os males da garganta e de qualquer outra doença”.

“E porquê a bênção da garganta? Conta a história que uma pobre mãe trouxe um filho sufocado por uma espinha de peixe, para que São Brás o curasse. Este lhe impôs as mãos, fez o sinal da cruz e a criança ficou curada. A devoção a esse santo vem de longe”, acrescenta o padre Lucindo Silva.

Para Francisco Laranjeira, presidente da Junta de Freguesia de Baguim do Monte, as Festas a São Brás têm “grande importância para a comunidade baguinense”. Por esse motivo, a autarquia vai, “pela primeira vez”, afirma, apoiar financeiramente a Confraria de São Brás.

“Julgo que esta confraria nunca tinha sido apoiada financeiramente, mas tem provado que merece esse impulso. Estas festividades são importantes para Baguim e queremos aproveitar a recente reformulação da Confraria para lhes dar esta motivação extra”, faz notar o autarca. 

Confraria Gastronómica organiza 9.º Grande Capítulo
À semelhança de anos anteriores, a Confraria Gastronómica dos Rojões e Papas de Sarrabulho de Baguim do Monte vai organizar o 9.º Grande Capítulo, no dia 27 de janeiro. Do programa consta a habitual entronização de novos confrades e confreiras [ver caixa], bem como o convívio na Quinta da Igreja, em Fânzeres.

“A grande novidade prende-se com a receção dos convidados no nosso novo espaço, na Casa da Cultura. Além disso, decidimos atribuir o título de confrade de honra ao nosso membro Fernando Leite. É um título honorífico que presta homenagem e reconhecimento ao apoio que este confrade vai dando”, afirma Paulo Araújo, um dos fundadores desta Confraria.

Já no dia 3 de fevereiro, pelas 11h, realiza-se a prova cega do 20.º Concurso Gastronómico Rojões e Papas de Sarrabulho à moda de Baguim. A iniciativa volta a ter lugar no Largo São Brás.

“O nosso objetivo é que estes dois pratos passem a estar mais presentes nas ementas dos restaurantes desta freguesia. No próximo ano queremos crescer e alargar o concurso ao resto do concelho de Gondomar”, aponta o confrade.

A entrega de prémios do concurso gastronómico está marcada para o dia 10 de fevereiro, na Casa da Cultura de Baguim.

Lista de novos membros da Confraria Gastronómica de Baguim
Olga Sousa Rodrigues, assistente técnica
António Simões Moreira, empresário
Serafim Ferreira, emigrante em França
Sofia Martins, economista
Miguel Rodrigues, técnico de informática
Celso Pereira, gestor de empresas
Eunice Neves, administradora do CINDOR
Aníbal Lira, presidente da Assembleia Municipal de Gondomar
Miguel Laranjeira, engenheiro técnico
Filipe Laranjeira, militar
Serafim Ferraz, agente da PSP

, , , , ,