Festival Nacional de Folclore terá lugar a 24 de junho

30.º Festival Nacional Folclore - junho 2017

Armando Brandão, presidente do Grupo Folclórico e Etnográfico de São Pedro da Cova / Foto: Pedro Santos Ferreira

O Grupo Folclórico e Etnográfico de São Pedro da Cova vai promover, no dia 24 de junho, o 30.º Festival Nacional de Folclore, no Salão Paroquial da Igreja Matriz de São Pedro da Cova.

A 30ª edição do Festival Nacional de Folclore da Vila de São Pedro da Cova vai contar com as participações do Rancho Folclórico de Santa Maria de Carquere (Resende), Rancho Folclórico “Os Camponeses do Vale do Brejo” (Azambuja), Rancho Folclórico “Terra de Arões” (Vale de Cambra) e o Rancho Folclórico de São Mamede de Seroa (Paços de Ferreira).

Cada grupo irá atuar no Salão Paroquial da Igreja Matriz, durante 20 minutos, estando o início do festival previsto para as 21h30. Antes, pelas 17h, dá-se a receção dos grupos junto à Igreja Matriz de São Pedro da Cova. Segue-se a sessão de boas-vindas e entrega de lembranças, na sede social do grupo e um jantar convívio, no restaurante do Estádio do CD São Pedro da Cova.

“Esta será a 30ª edição deste festival, que teve início em 1987, data da fundação da nossa coletividade. Queremos que este evento seja marcante no folclore nacional, porque somos reconhecidos como um dos grupos mais marcantes do país”, afirma Armando Brandão, presidente da direção do Grupo Folclórico e Etnográfico de São Pedro da Cova.

Ao Vivacidade, o dirigente lamenta que “folclore continue a ser o parente pobre da cultura” e deixa críticas à ausência dos representantes da Câmara de Gondomar nos eventos da coletividade sampedrense.

O Festival Nacional de Folclore conta com os apoios da Câmara Municipal de Gondomar, União das Freguesias de Fânzeres e São Pedro da Cova, Paróquia de São Pedro da Cova, comércio e indústria local.

, , , ,
Um comentário em “Festival Nacional de Folclore terá lugar a 24 de junho
  1. O Festival Nacional de Folclore conta com os apoios da Câmara Municipal de Gondomar, União das Freguesias de Fânzeres e São Pedro da Cova, Paróquia de São Pedro da Cova, comércio e indústria local.

    afirma Armando Brandão, presidente da direção do Grupo Folclórico e Etnográfico de São Pedro da Cova.

    Boa tarde

    Então com a apresentação/divulgação do grupo e com estes apoios pergunta-se ao Sr.Armando , porque cobrou 1 € de entrada?
    ONDE JA SE VIU PAGAR PARA VER FOLCLORE? Assim é que o folclore continua a ser o parente pobre da cultura”

Comments are closed.