“Foque” quer iniciar movimento artístico “alternativo” em Gondomar

Projeto FOQUE - novembro 2018

O projeto FOQUE, de Luís Leitão, vai apresentar-se aos gondomarenses / Foto: Direitos Reservados

No dia 8 de dezembro, o Rancho Folclórico de Gondomar vai receber o concerto de final de ano do projeto “Foque”, de Luís Leitão. A iniciativa pretende iniciar um novo movimento artístico em Gondomar.

O músico gondomarense Luís Leitão, responsável pelo projeto “Foque”, vai encerrar o ano com um concerto recheado de convidados seus conterrâneos. O evento está marcado para o dia 8 de dezembro, no Rancho Folclórico de Gondomar, em São Cosme, e vai contar com uma exposição fotográfica de Joana Meneses e um set de Sien, antes do grande concerto, agendado para as 22h30.

Ao Vivacidade, Luís Leitão admite um “balanço super positivo” do projeto. “Tenho tido experiências incríveis, tenho aprendido bastante e estou extremamente grato pelas oportunidades que tenho tido”, admitiu o músico gondomarense.

Desde o início do ano passado, quando lançou o “Foque”, Luís Leitão encerrou o Festival Bons Sons, participou no Indie Music Fest, Ovar em Festa e o Festival Internacional de Setúbal, além de contar com trabalhos desenvolvidos no teatro, cinema e moda.

Quanto ao evento que está a promover, o músico admite que o objetivo passa por “promover junto dos meus conterrâneos, dando também espaço para artistas da terra se juntarem”.

“Pretendo gerar espaços para o movimento artístico “alternativo” de Gondomar. Dei por mim a conhecer inúmeros artistas talentosos de Gondomar, noutras cidades que não a nossa. E, para mim, isso deve-se ao facto de não haver espaços de reunião/discussão artística ou um circuito de concertos/teatro, por exemplo. É urgente uma programação cultural constante e rica para a cidade”, conclui.

A entrada tem um custo de 3 euros por pessoa.

, , , ,