Francisco Laranjeira fez balanço do primeiro ano de mandato em Baguim do Monte

O autarca deu a conhecer o que foi feito e aquilo que está por concretizar / Foto: Pedro Santos Ferreira

Numa iniciativa rara – e provavelmente inédita em Gondomar – o presidente da Junta de Freguesia de Baguim do Monte desafiou a Assembleia de Freguesia para uma viagem de balanço do primeiro ano de mandato. O autarca alugou um autocarro e deu a conhecer o que foi feito e o que está por concretizar até 2021. 

A visita contou com a participação socialista e respetiva oposição. Duas dezenas de membros da Assembleia de Freguesia partiram do edifício da Junta para as principais obras que o PS conclui no primeiro de quatro anos no poder. O primeiro ponto de interesse foi o cemitério de Baguim do Monte, que está a ser alvo de uma grande intervenção da Junta de Freguesia.

“Estamos a proceder a uma grande obra neste espaço, porque queremos dignificar este cemitério, quer para quem está aqui sepultado quer para quem vem velar os seus familiares ou amigos”, começou por dizer Francisco Laranjeira aos representantes das forças partidárias eleitas.

Em seguida, o autarca levou os membros da Assembleia a vários pontos estratégicos da freguesia baguinense questionando, pelo caminho, as suas ideias e propostas para cada espaço, num clima de diálogo com a oposição.

Dos locais visitados, destacam-se o Polidesportivo do Crasto, onde o presidente da Junta de Baguim garantiu que a obra ficaria concluída até 2021, a Urbanização do Crasto, que irá ver nascer a sede da ARCUCRA no próximo ano, e a Casa da Cultura, que vai receber em breve quatro coletividades da freguesia, ao contrário das cinco inicialmente previstas.

“A Associação Muralha de Esperanças é um caso diferente. A Junta cortou relações com a associação porque não foram corretos connosco”, garantiu o autarca.

A iniciativa ficou também marcada pela ausência dos eleitos pelo Movimento Independente – Valentim Loureiro. “Foram todos convidados, mas o Movimento Independente não quis marcar presença. O deputado desse movimento [Joaquim Figueiredo] tem tentado desestabilizar o trabalho deste executivo, mas hoje ficou novamente provado que não é capaz de participar quando é solicitado”, concluiu Francisco Laranjeira.

Oposição aprovou a iniciativa
Rui Faria, eleito pela coligação PSD/CDS-PP
“Foi denunciada hoje muita campanha e propaganda política que se demonstra agora ter sido falsa. Isto vem provar que tínhamos razão e que os baguinenses foram iludidos durante a campanha eleitoral. Felizmente o Francisco Laranjeira está a repor a verdade a explicar o que se passou. Quanto à iniciativa, verificou-se hoje que há diálogo entre poder e oposição e isso é sempre positivo”

Bruno Ferreira, eleito pela CDU
“Durante este primeiro ano fizeram-se algumas coisas, mas as obras estruturantes continuam no papel. Pode ser que no próximo ano a situação melhore, mas para isso é preciso que a Câmara de Gondomar dê mais atenção a Baguim do Monte. No que toca à prestação de contas, considero positiva, porque dá a conhecer o que foi feito e o que está previsto fazer-se”.

, , , ,