Futura Estrada da Circunvalação com projeto iniciado na Área Metropolitana do Porto

Vereadora da Câmara Municipal de Matosinhos, Joana Felício, presidente da Câmara Municipal de Gondomar, Marco Martins, vice-presidente do Conselho Metropolitano do Porto, António Bragança Fernandes, presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira e coordenador do projeto, Manuel Correia Fernandes.

Vereadora da Câmara Municipal de Matosinhos, Joana Felício, presidente da Câmara Municipal de Gondomar, Marco Martins, vice-presidente do Conselho Metropolitano do Porto, António Bragança Fernandes, presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira e coordenador do projeto, Manuel Correia Fernandes

Devolver a Estrada da Circunvalação aos cidadãos. É este o grande objetivo do Programa Metropolitano para a Qualificação Urbana da Circunvalação (PMQUC), um projeto que envolve a Área Metropolitana do Porto (AMP) e os municípios do Porto, Matosinhos, Maia e Gondomar.

António Bragança Fernandes, vice-presidente do Conselho Metropolitano do Porto (CMdP), anunciou hoje, na qualidade de responsável pelo projeto, o relatório de lançamento. O responsável anunciou também a abertura da Sala do Risco, um espaço de trabalho intermunicipal que, nos próximos quatro meses, na sede da AMP, vai reunir técnicos de cada uma das Câmaras para trabalhar no desenho do projeto final para a beneficiação da Estrada da Circunvalação.

“Esta é uma data muito importante para a região e, nomeadamente, para os municípios por onde passa a Estrada da Circunvalação. O projeto de qualificação desta via está em marcha e esperamos em Julho poder apresentar o relatório final do PMQUC”, afirmou o vice-Presidente do CMdP, António Bragança Fernandes. O também responsável pelo projeto salientou “o espírito metropolitano, o esforço e a coesão que tem vindo a ser demonstrada pela AMP e pelos quatro municípios ao longo do trabalho realizado”, assim como “a importância dos fundos do Portugal 2020 para a sua concretização”.

Este é um projeto aberto à participação pública. A AMP criou o e-mail circunvalacao@amp.pt, disponível para todos os interessados participarem e enviarem os seus contributos.

Por seu turno, Rui Moreira, presidente da Câmara Municipal do Porto, afirmou que “este é  um processo muito antigo”, salientando “que foi muito importante o facto de  todos os envolvidos terem conseguido chegar a um consenso. Acho que é extraordinariamente assinalável. Os municípios olharam muito para os seus umbigos no passado. O território é de todos, é do povo.”

Gondomar quer “canal para futura linha do metro”

Marco Martins, presidente do Município de Gondomar, disse que “aquilo que era uma barreira tem de ser um elemento de união”. O autarca destacou o facto de a Circunvalação ser “uma via que tem milhares de utilizadores por dia” e que este projeto é fundamental “para que não haja isolamento”. O autarca referiu também ser “importante a criação de um canal” que permita a ligação a uma “futura linha do metro” para Gondomar.

, , , ,