Gondomar Cultural quer chegar à 1ª divisão de andebol em cinco anos

Equipa sénior do Gondomar Cultural / Direitos Reservados

Equipa sénior do Gondomar Cultural / Direitos Reservados

A equipa sénior de andebol do Gondomar Cultural pretende alcançar a 1ª divisão. A meta projetada para cinco anos, foi confirmada ao Vivacidade, pelo diretor, Paulo Pereira, e treinador, Miguel Solha.

Estando já apurados para a final-four da Taça da Associação de Andebol do Porto, os seniores do Gondomar Cultural venceram, até agora, todos os jogos do apuramento. “O sonho agora é a Taça de Portugal”, explica Paulo Pereira, diretor e responsável máximo do departamento Andebol Sénior do Gondomar Cultural, visto que a equipa acabou de vir “de uma eliminatória onde venceu o SVR Benfica por 16-35 e agora no sorteio saiu uma excelente equipa da 2ª Divisão Nacional, a Académica de São Mamede”.

Paulo Pereira, diretor da equipa sénior de andebol do Gondomar Cultural

Paulo Pereira, diretor da equipa sénior de andebol do Gondomar Cultural / Direitos Reservados

Com objetivos traçados, Paulo Pereira ambiciona um caminho mais longo. “O nosso projeto é no prazo de cinco anos estarmos ao mais alto nível no andebol, ou seja, a 1ª Divisão Nacional.” Para isso conta com “uma equipa coesa e unida deixando de lado o que muitas equipas querem, as vedetas ou nomes sonantes, e reforçando com atletas de experiência”, explica ao Vivacidade.

“A prestação da equipa tem sido fabulosa, fizemos uma pré-época fora de portas nomeadamente com equipas de escalão superior [2ª Divisão Nacional] e vencemos vários jogos”, refere o dirigente. “Iremos fazer tudo por tudo para subirmos esta época já para a 2ª Divisão Nacional”, afirma Paulo Pereira.

O treinador Miguel Solha partilha a opinião do diretor elogiando a prestação da equipa sénior. “Têm-se comportado extremamente bem. É um grupo fantástico e trabalhador”, declara o técnico.

Até à subida para a 2ª Divisão, o treinador espera conseguir superar algumas dificuldades, nomeadamente “alguma falta de apoio por parte de patrocinadores em relação ao clube”. “Estamos todos a trabalhar e a corrigir erros do passado para que este clube se torne uma referência da cidade de Gondomar”, aclara Miguel Solha.

,