Gondomar é exemplo nacional de “boas práticas em proteção civil”

Reconhecimento Proteção Civil - março 2017

O reconhecimento foi prestado pelo primeiro-ministro António Costa / Foto: Direitos Reservados

A Câmara Municipal de Gondomar foi apresentada, no dia 1 de março, como um exemplo nacional de “boas práticas em proteção civil”. A cerimónia realizou-se em Carnaxide. 

O desempenho das forças de segurança e socorro implementadas no concelho de Gondomar foi reconhecido, em Carnaxide, no Dia da Proteção Civil. Marco Martins, presidente da Câmara Municipal de Gondomar, apresentou o Serviço Municipal de Proteção Civil caracterizando o território, os contratos interadministrativos celebrados com as juntas e uniões de freguesia, a constituição das unidades locais de proteção civil e os apoios atribuídos às cinco associações humanitárias de bombeiros voluntários existentes em Gondomar.

Na sua intervenção, o edil gondomarense destacou, ainda, as ações de sensibilização que têm vindo a ser desenvolvidas, com especial enfoque nas que visam os mais jovens.

Constança Urbano de Sousa, ministra da Administração Interna, anunciou estarem concluídas as propostas legislativas que permitirão a transferência de competências para as Câmaras Municipais e as Juntas de Freguesia, no âmbito da proteção civil, estendendo a todo o País, por exemplo, as Unidades Locais de Proteção Civil, em cuja criação Gondomar foi pioneiro.

Refira-se que o primeiro-ministro António Costa também marcou presença na cerimónia.

“Reconhecimento é uma enorme satisfação para todos os gondomarenses”
O presidente da Câmara Municipal de Gondomar, mostra-se satisfeito com a distinção atribuída ao Município. “Este reconhecimento é uma enorme satisfação para todos os gondomarenses, porque todos têm contribuído para que sejamos um exemplo a nível nacional”, afirmou Marco Martins, questionado pelo nosso jornal.

Artur Teixeira, comandante do Serviço Municipal de Proteção Civil, considera “essencial” a “aposta do presidente da Câmara Municipal de Gondomar na proteção civil”. Para o responsável, “o reconhecimento deriva de uma estratégia que foi implementada de uma forma agregadora de todas as forças de segurança”.

“Este reconhecimento deve ser um orgulho para os gondomarenses e um incentivo ao cidadão para que este contribua para a segurança do seu Município”, conclui Artur Teixeira.

, ,