Gondomar não esqueceu abril

Um pouco por todo o município há iniciativas para celebrar o 40.º aniversário da Revolução dos Cravos. Em Fânzeres, São Pedro da Cova, Baguim do Monte, Rio Tinto e Gondomar (S.Cosme), não faltam atividades para recordar o 25 de abril.

A 25 de abril de 1974 a Revolução dos Cravos depôs o regime ditatorial do Estado Novo vigente desde 1933. Portugal dava assim o primeiro passo rumo à democracia. Quarenta anos depois, em Gondomar, a data não foi esquecida.

Gondomar celebra abril “como o concelho merece”

A Câmara Municipal de Gondomar preparou para o mês de abril um vasto conjunto de iniciativas a realizar até ao dia 25 de abril. A Autarquia convidou Otelo Saraiva de Carvalho e Marisa Matias para o Ciclo de Colóquios 25 de abril, inaugurado por Francisco Assis e Nuno Morais Sarmento a 7 de abril.

O debate entre o estratega da Revolução dos Cravos e a eurodeputada do Bloco de Esquerda, está marcado para 21 de abril, às 21h30, no Auditório da Escola Secundária de Rio Tinto, e o tema é: “Quarenta Anos, Duas Gerações”.

No dia 25 de abril, estão previstas várias atividades. O dia irá começar com o hastear da bandeira nos Paços do Concelho, às 9h. Pelas 16h está marcada uma sessão solene da Assembleia Municipal na Biblioteca Municipal de Gondomar e, mais tarde, às 21h30, o grupo OSNOFA atua no Auditório Municipal de Gondomar, com o espetáculo “40 Anos de Abril”.

Para Marco Martins, presidente da Câmara de Gondomar, a aposta nas comemorações ajuda a capitalizar a imagem do concelho. “Fizemos uma aposta forte nas comemorações, através de um programa que não encareceu, sob o ponto de vista financeiro, e que tem um conjunto de protagonistas e atores nacionais e históricos que vão ajudar a mudar a imagem que Gondomar tem com exterior. Queremos assinalar os 40 anos do 25 de abril para ter uma democracia como o concelho merece”, afirma o autarca.

Junta da União das Freguesias de Fânzeres e São Pedro da Cova com 40 iniciativas

Em Fânzeres e São Pedro da Cova, as atividades começaram no final do mês de março mas na agenda ainda estão mais de 20 iniciativas para celebrar a Revolução dos Cravos.

Destaca-se o programa solene previsto para o dia 25, com início às 9h na Junta de Freguesia de Fânzeres, com a atuação da Banda Musical de São Pedro da Cova. Hora e meia depois, às 10h30, tem início na Junta de Freguesia de São Pedro da Cova, nova atuação da banda, seguida do içar das bandeiras, de uma largada de pombos, uma atuação do Orfeão da Associação Social Estrelas de Silveirinhos e a habitual sessão solene.

Em Fânzeres, a comemoração continua, à noite, no Centro Republicano e Democrático de Fânzeres, com o espetáculo “Uma Vontade de Música”, às 21h30, na sede da associação.

Até maio estão na agenda vários torneios, exposições, passeios, ciclos de cinema e concertos na União das Freguesias de Fânzeres e São Pedro da Cova.

Em Rio Tinto e Baguim do Monte também há iniciativas

No dia 25 de abril realiza-se o hastear da bandeira e a largada de pombos na Junta de Freguesia de Rio Tinto, com a participação da Banda de S. Cristóvão de Rio Tinto. A sessão solene está marcada para as 11h no salão nobre da Junta de Rio Tinto.

Já em Baguim, o hastear da bandeira dá-se às 10h com a sessão solene a realizar-se meia hora depois. Até às 12h15 a Junta comemora a Revolução dos Cravos com vários momentos planeados.

,