Gondomar SC só sabe vencer

Abdoulaye Daffé é reforço sonante e tem demonstrado a sua veia goleadora / Foto: Direitos Reservados

O clube gondomarense conseguiu um arranque de Campeonato de sonho. A formação comandada por José Alberto soma tantos jogos quanto vitórias e o adversário que se segue é o fortíssimo Sporting de Espinho.

Depois de na época passada ter ficado um gosto amargo na boca daqueles que sonham, ano após ano, com o Gondomar SC na Segunda Liga – já que a fase final ficou muito perto – o início desta temporada augura um ano com muitos triunfos. Três jogos, três vitórias, oito golos marcados, três golos sofridos e um avançado que faz tremer as defesas contrárias. Abdoulaye Daffé tem 23 anos e metade dos golos da sua equipa são seus. Ainda neste último fim de semana, na receção ao Lusitano de Vildemoinhos, valeu o golo do ponta de lança senegalês, já perto do final da partida, para dilatar a senda de vitórias da turma gondomarense.

Num encontro emocionante e muito equilibrado, o Gondomar jogou a última meia hora com 10 jogadores e, mesmo com esse handicap, numa rápida transição ofensiva, ao minuto 85, Abdoulaye atirou a contar e deu mais três pontos a uma equipa que quer demonstrar, em definitivo, que o seu lugar no futebol português está situado num patamar mais acima.

De notar que o Sporting de Espinho é o próximo adversário da equipa comandada por José Alberto, treinador que está no clube há largos anos. Mais um teste de fogo, desta vez fora de portas, onde o conhecido Rui Quinta é o comandante dos espinhenses e o ambiente é sempre escaldante. A motivação desta equipa, que conta já com dois empates no Campeonato, deverá estar em alta para um desafio diante de uma formação que (ainda) só sabe ganhar.

O Vivacidade esteve à conversa com o técnico gondomarense José Alberto, que realçou a importância de ser “sempre bom começarmos com sucesso, em três jogos conseguimos três vitórias, mas temos a consciência de que isto ainda está muito no início e não vamos fugir aos objetivos a que nos propusemos”. A manutenção é a grande prioridade do Gondomar, clube onde pretendem “valorizar jogadores e fazer um campeonato tranquilo, sendo que se dentro dessa tranquilidade chegarmos a estar numa posição de acesso à fase final é lógico que não vamos fugir da luta”, completou o técnico de 54 anos.

, , , ,