Gondomar SC: temos candidato à subida?

Gondomar SC - dezembro 2018

O Gondomar SC é líder isolado com 9 pontos de vantagem / Foto: Bruno Oliveira

O futebol é fértil em surpresas. Todavia, o atual percurso do Gondomar SC no Campeonato de Portugal coloca todo o concelho a sonhar com a subida à Segunda Liga.

Ainda faltam muitos jogos para existirem certezas. E há, depois, uma fase final para disputar. Mas os indicadores da turma de José Alberto têm sido os melhores. Os últimos três jogos do Gondomar SC terminaram com vitórias. União da Madeira, Gafanha e Sanjoanense vergaram perante a qualidade da formação gondomarense. No total são já 15 jogos para o Campeonato, dos quais resultaram 11 triunfos, três empates e uma única derrota, frente ao Lusitânia de Lourosa, um forte candidato à subida de divisão. A melhor defesa da Série B do Campeonato de Portugal pertence ao clube gondomarense, com apenas oito golos sofridos. A equipa de José Alberto está a ter um percurso categórico e é esta a pergunta que se impõe: Temos candidato assumido à subida de divisão? O técnico recusa entrar em euforias. “Não vamos virar a cara à luta, estamos a fazer o nosso caminho, mas o grande objetivo da época passa pela manutenção”, apontou José Alberto ao nosso jornal. De notar que o Gondomar SC leva nove pontos de vantagem sobre o segundo classificado.

Questionado sobre o segredo do sucesso, o treinador de 54 anos aponta a luz a da ribalta para a força do coletivo. “Mais do que qualquer inspiração individual, é o grande valor deste coletivo que permite que as individualidades se destaquem, é esse o nosso segredo”, evidenciou José Alberto. Depois de na época passada ter ficado um gosto amargo na boca daqueles que sonham, ano após ano, com o Gondomar SC na Segunda Liga – já que a fase final ficou muito perto – este leque de vitórias augura um mês de maio com muitos sucessos. Abdoulaye Daffé tem 23 anos e apontou nove golos em doze jogos. Mas como nem só de golos vive o futebol, mais atrás no terreno vão-se destacando três atletas: os centrais José Pedro e Meneses, que têm sido uma autêntica muralha defensiva, aliando a experiência à competência, e o farol Andrés Cabrera. O médio colombiano equilibra muito a equipa e coloca simplicidade na organização ofensiva.

, , , ,