Gondomar será Cidade Europeia do Desporto em 2017

Visita ACES Gondomar 2015

Município vai estar entre as Cidades Europeias do Desporto em 2017 / Foto: Pedro Santos Ferreira

Gondomar foi escolhida para Cidade Europeia do Desporto em 2017. A escolha do ACES Europe (Associação das Cidades Europeias do Desporto) foi anunciada a 9 de dezembro por Sandra Almeida, vereadora do Desporto da Câmara de Gondomar, na reunião pública do executivo municipal, realizada no edifício da Junta de Freguesia de Melres.

“É com um enorme orgulho e felicidade que anuncio que Gondomar foi eleita hoje Cidade Europeia do Desporto de 2017”. Foi desta forma que a vereadora do Desporto e Juventude do Município gondomarense anunciou a escolha do ACES Europe na última reunião pública da Câmara de Gondomar, em Melres.

A escolha acontece no primeiro ano em que se registaram duas candidaturas, tendo Gondomar vencido Coimbra por ser considerado “um bom exemplo de desporto para todos como instrumento de saúde, integração e educação”.

A comitiva liderada por Gian Francesco Lupatelli, presidente da ACES Europe, visitou os equipamentos desportivos do concelho, nos dias 27 e 28 de novembro, e considerou Gondomar um Município “bem representado a nível desportivo e com bons profissionais que lutaram muito para conquistar este título”.

Para Marco Martins, presidente da autarquia, a eleição vem “coroar o trabalho realizado e representa uma oportunidade de promover o concelho e afirmar ainda mais Gondomar”. “Esta candidatura teve um gosto especial por ser a primeira vez que Gondomar concorreu a esta eleição, mas também por ter sido a primeira vez que duas cidades registaram duas candidaturas, tendo Gondomar vencido Coimbra”, afirmou o edil gondomarense.

Eventos desportivos, provas nacionais e internacionais, congressos e seminários em 2017

A candidatura de Gondomar foi apresentada publicamente junto da ACES a 28 de novembro, na Casa Branca de Gramido. Em conferência de imprensa, e antes de ser conhecida a decisão final, os responsáveis pelo pelouro do Desporto do Município deram a conhecer as linhas orientadoras do plano de atividades para 2017. O programa inclui eventos desportivos de dezenas de modalidades, ações científicas e académicas, provas nacionais e internacionais, congressos e seminários. “Para que a Cidade Europeia do Desporto (CED) seja um sucesso, a autarquia está a contar com o empenho de todas as coletividades e associações do concelho”, pode ler-se na candidatura.

No concelho existem 150 associações, sete mil atletas federados e 73.720 cidadãos são membros de um clube ou estão organizados em grupos desportivos (46.296 em associações, 16.924 nas piscinas municipais e 10.500 em academias e ginásios).

Gondomar conta ainda com sete piscinas municipais (utilizadas por cerca de dois mil utentes diários), 12 pavilhões municipais, cinco pavilhões gimnodesportivos, 17 campos de futebol, quatro campos de ténis, cinco ginásios de fitness e um centro de alto rendimento de desportos náuticos, além do Complexo Desportivo de Valbom.

Recorde-se que Gondomar sucede assim a Setúbal (2016), Loulé (2015), Maia (2014) e Guimarães (2013) como CED.

“Saber o resultado foi uma alegria enorme”

Em entrevista ao Vivacidade, Sandra Almeida mostrou-se entusiasmado com a conquista do título. “Saber o resultado foi uma alegria enorme”, começa por dizer a vereadora do Desporto.

“Todo o trabalho e empenho que colocamos nesta candidatura foi reconhecido. Foi o sentimento de dever cumprido porque colocamos nesta candidatura um cunho muito pessoal e contamos com o empenho de todos os agentes envolvidos”, afirmou Sandra Almeida.

A autarca encara a eleição como “um reconhecimento da dedicação diária das associações, dos atletas e dos gondomarenses”.

“O desafio que nos foi colocado foi realizar 365 dias de desporto, tendo como elemento fundamental a promoção da prática desportiva. Em Gondomar as associações têm eventos diários e semanais, por isso decidimos subir um pouco a parada e aumentar o número de eventos, formações e congressos que queremos promover”, acrescentou a vereadora.

Segundo Sandra Almeida, no horizonte da autarquia está também a corrida a melhor CED. “Guimarães e Maia conseguiram esse título e queremos recuperá-lo para Portugal”, concluiu a autarca.

, ,