Gondomar tem novo presidente

Foi com 46,41% dos votos que Marco Martins venceu a Câmara nas eleições de 29 de setembro, elegendo sete dos 11 vereadores. Agora – após a tomada de posse a 23 de outubro – tem um desafio pela frente: “mudar a imagem de Gondomar”. O autarca quer começar pelo edifício da Câmara, unindo todo o seu executivo nos Paços do Concelho. Na primeira entrevista enquanto presidente da Câmara de Gondomar, Marco Martins revela ao Vivacidade os seus planos para o concelho e os pelouros que criou para cada um dos vereadores.

Marco Martins, presidente da Câmara Municipal de Gondomar / Foto: Direitos Reservados

Marco Martins, presidente da Câmara Municipal de Gondomar / Foto: Direitos Reservados

Agora que tomou posse, qual é a primeira coisa que vai fazer?
Conhecer os funcionários, os serviços e começar a preparar o Orçamento para 2014, que nos vai obrigar a conhecer em concreto a realidade da Câmara Municipal. Vamos tentar perceber um conjunto de situações que se andam a passar nestes últimos dias, com funcionários a serem diariamente dispensados. Parece que há aqui uma tentativa de tirar a classe mais baixa da pirâmide e perpetuar alguns dirigentes. Não deveria ser este o momento para renovar as comissões de serviço.

Vai tentar perceber essa situação?
Nós vamos ter que começar a trabalhar tendo em conta a situação orgânica da Câmara, que ainda não conhecemos em profundidade.

Estava à espera de uma vitória tão significativa?
Sempre estivemos à espera da vitória. A fasquia era eleger, não o quinto, mas o sexto vereador. Quando deixou de haver menos uma candidatura a concorrer a fasquia elevou e conseguimos eleger o sétimo vereador. Em alguns pontos, a vitória foi surpreendente.

Em relação à derrota do PSD, estava à espera deste resultado?
O PSD venceu a única freguesia que era expectável. As nossas previsões eram ganhar a Câmara e cinco freguesias, foi o que aconteceu.

Que leitura faz dessa reviravolta em Gondomar (S. Cosme)?
O resultado é final e temos que o respeitar. Foi um erro inexplicável e quem o cometeu deve ser responsabilizado. Julgo que não terá sido propositado.

Qual a primeira coisa que tenciona mudar em Gondomar?
Há muitas coisas, mas acima de tudo a relação entre os eleitos e os eleitores e na transparência da Câmara. Isso será feito no dia-a-dia, com um conjunto de práticas e propostas do programa.

, , , , , , , , , , , ,