Gondomarenses marcam presença nas festas de reentrada política

Gondomarenses no Avante! - setembro 2016

Maurício Dias, Ilídio Tavares, Beatriz Cardoso e António Martins no Avante! / Foto: Direitos Reservados

Os militantes gondomarenses marcaram presença nas principais festas de reentrada política. O Vivacidade falou com representantes do concelho na Festa do Avante! (PCP), que decorreu de 2 a 4 de setembro, no Seixal, e na Festa do Pontal (PSD), que se realizou a 14 de agosto, na Quarteira.

Mais de 100 gondomarenses marcaram presença na 40ª edição da Festa do Avante!. Para os comunistas de Gondomar a verdadeira festa começa semanas antes da abertura de portas, com as montagens dos stands do distrito do Porto e o de Gondomar, em particular.

“Vivo o Avante há 40 anos, ou seja, desde o início. A primeira festa realizou-se na FIL, depois fomos para o Jamor, para a Ajuda, Loures e agora estamos aqui. A festa cresceu sempre e felizmente o partido conseguiu um espaço próprio para realizar a festa. Só assim é possível continuarmos a ter o Avante!”, afirma António Martins, 72 anos, que participa na Festa desde 1976.

Este ano, o stand de Gondomar mudou-se para a Quinta do Cabo – novo terreno comprado pelo PCP – mas manteve a ementa e a mostra de artesanato.

“O ambiente de boa camaradagem reinou antes e após a Festa. Esta edição teve uma presença excecional de visitantes e julgamos até que existiu um acréscimo de pessoas a visitar o stand de Gondomar”, refere Cristiano Castro, membro da Concelhia de Gondomar do PCP.

O evento que marca a reentrada política do Partido Comunista Português serviu também para a concelhia de Gondomar levar as suas “lutas políticas” até ao Seixal. Por lá, falou-se da “reposição das freguesias em Gondomar, da remoção total dos resíduos tóxicos de São Pedro da Cova e da recuperação do património mineiro, entre outras matérias”, segundo Cristiano Castro.

Para Ilídio Tavares, 74 anos, a presença no Avante! é obrigatória há 20 anos, “sempre em representação do concelho”. “Cada região traz as suas tradições. Gondomar é o único stand que serve pequenos-almoços e passamos a vender o pica-pau, que chama muita gente. Eu nunca como fora da minha região e vou sempre ao stand de Gondomar”, diz o comunista ao nosso jornal.

Já Beatriz Cardoso, 16 anos, participa na Festa desde 2000, ano em que nasceu. “Nasci em janeiro de 2000 e vim para o Avante! em setembro desse ano, porque os meus avós e os meus pais participam sempre. Hoje em dia venho com o meu avô e tento sempre chamar pessoas para o nosso stand”, relata a jovem gondomarense.

Por sua vez, Maurício Dias, 49 anos, destaca a oferta diversificada do Avante! por um preço “mais acessível do que muitos festivais de música”.

“Ainda existe a ideia que esta festa é política mas isso não corresponde à verdade. Procuramos trazer as lutas, a gastronomia, o artesanato do concelho e gondomarenses para esta Festa, porque esta é a essência do Avante!”, conclui Cristiano Castro.

Festa do Pontal - setembro 2016

Idalina Pereira na Festa do Pontal / Foto: Direitos Reservados

Pontal recebe comitiva gondomarense todos os anos
O Calçadão da Quarteira voltou a receber uma comitiva composta por cerca de 120 militantes gondomarenses do PSD. A festa de reentrada política dos sociais-democratas conta com a participação da Concelhia de Gondomar desde 1976.

Segundo José Luís Oliveira, responsável pela Concelhia, a participação gondomarense visa “expressar a vontade de participar na vida ativa partidária, mostrando a dedicação e alma social-democrata, e por se tratar da primeira iniciativa do partido para o arranque de mais um ano político-partidário”.

Ao Vivacidade, o militante social-democrata destaca o “momento de convívio e união” que a viagem proporciona, “importante para os militantes e motivador para as necessidades políticas que se seguem”.

Idalina Pereira, 41 anos, participa na Festa do Pontal “há alguns anos” e começou como “simpatizante do partido”, admite em declarações ao nosso jornal. “O que me leva a participar numa iniciativa destas é a união que sente entre os militantes. É com esta união que iniciamos mais um novo ano político mostrando ao país que estamos atentos a todas as necessidades do povo português”, refere a militante social-democrata.

Já Valentina Sanchez, 30 anos, participou pelo segundo ano na reentrada política do PSD, e considera o momento “importante para iniciar uma nova época com forte união e coesão”.

“Para a delegação de Gondomar é importante demonstrar a militância ativa no nosso concelho, mas mais importante ainda é proporcionar um dia político-partidário acompanhado de um passeio bastante agradável e divertido aos nossos militantes gondomarenses”, conclui a jovem social-democrata.

, ,