Grupo Coral de Baguim comemora 20.º aniversário

Grupo Coral de Baguim - abril 2018

Adélio Silva, presidente da direção do Grupo Coral de Baguim / Foto: Pedro Santos Ferreira

O Grupo Coral de Baguim vai realizar um concerto comemorativo dos 20 anos da constituição como associação cultural. A iniciativa vai realizar-se a 21 de abril, pelas 21h30, no Grupo Desportivo de Baguim.  

São 20 anos dedicados ao canto litúrgico e à cultura. O Grupo Coral de Baguim vai assinalar a efeméride num concerto que contará também com as participações do Madrigal – Grupo Coral de Soutelo e do Cantabile – Grupo Coral e Recreativo de Melres, na sede do Grupo Desportivo de Baguim do Monte.

“Vamos celebrar esta data da melhor maneira. Conseguimos reunir no mesmo espetáculo um coro que nos apadrinhou no nosso primeiro concerto (Cantabile) e outro que é nosso afilhado (Madrigal)”, afirma Adélio Silva, presidente da direção do Grupo Coral de Baguim.

A 21 de abril de 1998, a constituição do coro litúrgico da missa da comunidade como coletividade cultural marcou um passo decisivo na história deste grupo que, na prática, existe desde a fundação da paróquia, que tem mais de 50 anos.

“Desde que nos assumimos como associação cultural que demos início a um trabalho de aprofundamento do coro. No final dos anos 80, decidimos alargar o espetro musical e começamos a cantar música não-sacra. Entretanto fomos crescendo noutras áreas e até chegamos a ter um grupo de música de sopros e um grupo de teatro”, recorda o dirigente associativo.

Hoje, o grupo coral é constituído por 20 elementos, mas já chegaram a ser 60. Entre os principais objetivos da direção estão a renovação do coro com vozes mais jovens e a criação de um grupo coral infanto-juvenil.

“A criação de um coro infanto-juvenil tem sido uma das nossas maiores ambições. Durante vários anos realizamos o Encontro de Coros Juvenis em Baguim do Monte. Fomos convidando outros coros juvenis para ver se a população aderia à ideia, mas nunca tivemos grandes resultados”, lamenta Adélio Silva.

O Grupo Coral de Baguim até já editou um disco, intitulado “Em Canto” (2006), em que ficaram registados os vários ciclos musicais desde a música barroca, à música popular portuguesa e música universal e clássica.

Contudo, o espaço exíguo que a coletividade ocupa, junto ao Centro Paroquial de Baguim tem dificultado o crescimento do grupo coral, que espera a inauguração da Casa das Coletividades.

“O espaço tem sido o nosso maior problema. Esta sala é muito baixa e não tem as melhores condições acústicas. Vemos isso quando chegamos a um palco e percebemos que o concerto vai correr mal, mas sabemos que tão cedo Baguim não terá um auditório”, regista o também diretor artístico do Grupo Coral de Baguim.

No entanto, segundo Adélio Silva, o presidente da Junta de Freguesia de Baguim do Monte, Francisco Laranjeira, terá prometido a mudança da atual sede para a futura Casa das Coletividades ainda este ano, bem como a retoma dos apoios financeiros desta autarquia à coletividade, medidas que tranquilizam o dirigente.

Vinte anos de promoção cultural em Baguim do Monte
Ao longo destes 20 anos como associação cultural, o Grupo Coral de Baguim teve já no seu seio um Grupo de Música Instrumental, o “Grupo de Sopros Opus 95”, um Grupo de Música Tradicional Portuguesa, “Trilhos Cruzados”, e um Grupo de Teatro, “Caminhantes pró Palco”.

A coletividade fica também ligada à organização do Encontro de Coros Juvenis e o Encontro de Música Tradicional, além de Concertos Instrumentais e Corais regulares, até hoje, como o Concerto de Natal, Concerto Espiritual (na Quaresma) e um Concerto de Verão, realização bianual.

, , , ,